Europa dá sete milhões de euros para financiar três projectos tecnológicos nacionais de saúde e energias renováveis

Estes sete milhões de euros entregues a projectos nacionais pelo Conselho Europeu de Inovação representam 4% do total do orçamento do Pathfinder.
©ThisisEngineering RAEng
©ThisisEngineering RAEng

O Conselho Europeu de Inovação, através do programa Pathfinder, vai dar sete milhões de euros para financiar a investigação e desenvolvimento de novas tecnologias em três projectos nacionais.

Este valor será atribuído ao Neurosense (Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto), ao Catcher (liderado pela Nova.ID.FCT) e ao NanoXCAN (IST – ID: Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento)

O Neurosense tem como objectivo desenvolver o primeiro dispositivo médico com AI para prever convulsões e criar um sistema automático de entrega de medicamentos. Ainda na área da saúde, o NanoXCAN é um projecto ligado à imagiologia.

O terceiro e último projecto a receber uma fatia do bolo de sete milhões de euros do Pathfinder é o Catcher, ligado às energias renováveis, e que quer «desenvolver tecnologias inovadoras de aproveitamento da humidade atmosférica para conversão directa em electricidade», explica a Nova.ID.FCT.

Estes sete milhões de euros entregues a projectos nacionais pelo Conselho Europeu de Inovação representam 4% do total do orçamento do Pathfinder: 174 milhões de euros.

Segundo a Agência Nacional de Inovação, esta “conquista” supera o objectivo, que era o de «atrair 2% do orçamento do Horizonte Europa», o actual Programa-Quadro de Investigação e Inovação da União Europeia.