EventosNotícias

Microsoft apresenta novas experiências cloud e ferramentas de desenvolvimento

O novo foco principal da Microsoft é agora a inteligência artificial.

Microsoft

A Microsoft anunciou na conferência Build 2019 um novo conjunto de tecnologias de IA para o Azure, para ajudar os programadores e os cientistas de dados a aplicar IA em qualquer solução.

A Microsoft tem uma nova categoria de serviços cognitivos denominada “Decision” que oferece aos utilizadores recomendações específicas para tomadas de decisão informadas. Esta categoria inclui o Content Moderator, o recém-anunciado “Anomaly Detection API” e um novo serviço denominado “Personalizer”, que utiliza o reforço de aprendizagem para oferecer a cada utilizador uma recomendação específica para apoiar a tomada de decisão.

A Microsoft traz também a inteligência artificial ao Azure Search através da disponibilização de pesquisa cognitiva, que permite aos clientes aplicar algoritmos de Cognitive Services para extrair novos insights de conteúdo estruturado e não estruturado.

Adicionalmente, a empresa antecipa um novo recurso que permite aos developers armazenar insights de IA adquiridos na pesquisa cognitiva, facilitando a criação de experiências que utilizam visualizações do Power BI ou modelos de machine learning.

Para permitir uma latência baixa e uma inferência rentável, a Microsoft também anunciou a disponibilização de modelos acelerados por hardware que são executados em Field Programmable Gate Arrays (FGPAs), bem como o suporte ao Open Neural Network Exchange (ONNX) Runtime para Nvidia TensorRT e Intel nGraph para inferência de alta velocidade em chipsets.

A tecnológica apresentou, ainda, novos produtos e soluções para responder às actuais e emergentes necessidades da cloud híbrida e do edge computing. O novo Azure SQL Database Edge vem suportar as várias necessidades da computação edge.

Esta solução combina fluxo de dados com capacidades de in-database machine learning e graph. E como o Azure SQL Database Edge partilha a mesma área de programação com o Azure SQL Database e SQL Server, os developers podem levar as aplicações para a Edge sem necessitar de aprender novas ferramentas e linguagens.

A Microsoft também anunciou o IoT Plug and Play, uma nova linguagem de modelação aberta para ligar dispositivos IoT à cloud, permitindo que os programadores ultrapassem um dos maiores desafios que enfrentam — implementar soluções IoT em escala.

No ano passado, a Microsoft apresentou o Azure Blockchain Workbench, que trouxe aos programadores uma interface de utilizador simples para modelar aplicações Blockchain numa rede pré-configurada suportada pelo Azure.

O Azure Blockchain Service simplifica a formação, gestão e governance de redes de Blockchain de consórcio, permitindo que as empresas se concentrem na lógica do fluxo de trabalho e desenvolvimento de aplicações.

O Azure Blockchain Service implementa uma rede de consórcio e oferece governance incorporada para tarefas de gestão comuns, como adicionar novos membros, definir permissões e autenticar aplicações de utilizador.

Via: Microsoft.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×