Tecnologia do Fraunhofer AICOS para monitorizar Insuficiência Cardíaca foi testada com sucesso no Porto

Fraunhofer Portugal SmartBEAT
Fraunhofer Portugal/ SmartBEAT

Uma equipa do centro de investigação Fraunhofer AICOS desenvolveu uma solução tecnológica para monitorizar e detectar precocemente problemas de Insuficiência Cardíaca. Em Portugal, mais de 260 mil pessoas sofrem de Insuficiência Cardíaca, e na Europa o número ascende a mais de 15 milhões.

Concebida no âmbito do projecto europeu SmartBEAT, esta tecnologia, que foi testada com sucesso por 10 pacientes, sete cuidadores e quatro profissionais de saúde do Hospital de São João, permite a monitorização contínua do estado de saúde, recorrendo a um kit de sensores (medidor de pressão arterial, balança, oxímetro, pulseira inteligente) e a uma aplicação para smartphone.

A qualquer momento e através de um único ponto de acesso – o smartphone – os “pacientes, familiares e profissionais de saúde podem ter uma visão global da evolução da saúde e detectar precocemente sinais de alerta”.

Os investigadores desafiaram vários participantes a testar e avaliar a tecnologia durante três meses. A monitorização diária permitiu aos pacientes reconhecer alterações no seu estado de saúde, e realizar mudanças nos seus hábitos diários de forma a normalizar os parâmetros.

“Os testes pilotos permitiram concluir que a tecnologia mobile tem um papel muito relevante na motorização da saúde, e os utilizadores estão muito receptivos à sua utilização”, explicou Inês Lopes, investigadora responsável pelo projecto.

Os investigadores pretendem que esta solução se torne numa “importante ferramenta para pacientes, cuidadores e profissionais de saúde monitorizem a doença de forma diária e contínua, e não apenas dentro do consultório”.

Via Fraunhofer Portugal.