Fundação para a Ciência e a Tecnologia cria dos novos programas de apoio à investigação: ERC-Portugal e RESTART

©ThisisEngineering RAEng
©ThisisEngineering RAEng

Numa semana em que se comemora o Dia Nacional da Cultura Científica, a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) anunciou a criação de dois novos programas de financiamento.

O ERC-Portugal tem o valor de 250 mil euros e destina-se a investigadores portugueses que se tenham candidatado a apoios do Conselho Europeu de Investigação (ERC) com «projectos considerados como de elevada qualidade científica e recomendados para financiamento», mas que não o conseguiram pelo facto de o orçamento atribuído ao concurso ter esgotado.

Para se candidatarem, os investigadores têm de ser finalistas no âmbito dos concursos do «ERC Starting, Consolidator e Advanced Grant» e que estejam a desenvolver actividade em «instituições científicas nacionais».

A FCT vai ainda avançar com o RESTART (50 mil euros) cujo objectivo é «promover a igualdade de género e de oportunidades na ciência», com atribuição de apoios a «quem tenha optado por uma licença parental alargada».

O valor deste financiamento será atribuído a «projectos exploratórios em qualquer domínio científico»; segundo a FCT, é «expectável» que este programa tenha «maior impacto junto das investigadoras, por serem quem mais recorre a licenças alargadas».

Ambos serão apresentados formalmente no evento organizado pela FCT em Lisboa (amanhã, 24 de Novembro, no Teatro Thalia), onde a fundação também vai aproveitar para falar sobre «excelência da investigação realizada em Portugal».