Imobiliária portuguesa Zome será a primeira a vender uma casa com transacção em criptomoedas

Para esta operação, a Zome contou com a parceria da sociedade de advogados Antas da Cunha ECIJA e da Crypto Valey.
©Zome
©Zome

Recentemente, a imobiliária portuguesa Rhamos Properties anunciou a criação de um token de utilidade (uma criptomoeda mais limitada) dedicado apenas à compra de casas; agora, há mais uma empresa nacional a entrar neste mundo.

A Zome anunciou ter feito a «primeira transferência de um activo digital para um activo físico» na Europa – ou seja, vendeu uma casa num processo em que a transacção foi apenas feita com criptomoedas.

Para esta operação, a Zome contou com a parceria da sociedade de advogados Antas da Cunha ECIJA e da Crypto Valey, uma associação suíça que quer criar o «ecossistema líder mundial em blockchain».

A casa, vendida por três Bitcoin (cerca de 110 mil euros), foi um T3 em Braga; segundo a Zome, esta transacção inclui a «identificação dos intervenientes, o processo de compliance e a rastreabilidade da origem dos criptoativos», como forma de «assegurar a legitimidade dos bens digitais antes da transação imobiliária».