Criptomoedas poderão ser salvação para cidadãos, empresas e oligarcas Russos

Como forma de contornar as sanções aplicadas pelo ocidente, cidadãos, oligarcas, empresas e o próprio Estado Russo vêm as criptomoedas como solução.
bitcoin
André François McKenzie/Unsplash

Com o inicio das sanções aplicadas pelo ocidente a oligarcas, diplomatas e outros oficiais russos, para que estes deixem de conseguir aceder às suas fortunas em offshores, e a incapacita-los de usar o sistema global de financiamento, como o bloqueio de transacções russas do serviço financeiro global SWIFT, muitos estão a refugiar-se nas criptomoedas.

Durante o inicio dos ataques Russos a alvos Ucranianos, tanto as bolsas de valores como a grande maioria das criptomoedas sofreram fortes perdas, mas essas perdas foram rapidamente compensadas com a procura das chamadas “Baleias” (grandes investidores), que aproveitaram essa baixa, mas também pelos chamados oligarcas russos, como forma de fugirem às sanções.

A crescente procura de criptomoedas, por parte de cidadãos russos, tem permitido a valorização das mesmas.

Esta seria uma estranha reviravolta, especialmente se tivermos em conta que o próprio princípio das criptomoedas, e da sua descentralização, vai contra os ideais de Vladimir Putin, que por sua vez chegou a considerar banir o uso, mineração e conversão de criptomoedas da Rússia.

Para já, tendo em conta a rápida desvalorização do Rublo (moeda oficial russa), foram vários os cidadãos russos que se apressaram para trocar os seus rublos por dólares ou euros, mas tanto os bancos como as casas de câmbio aplicaram limites de levantamentos, o que levou a que estes acabassem por se refugiar nas criptomoedas, já que estas permitem acesso sem limite às moedas tradicionais, bem como a outros activos, como o ouro e a prata.