Linux

Terminal Linux – Como criar partição GPT com gdisk

Este programa é semelhante ao fdisk, mas especifico para manipular partições GPT

Gdisk

Este programa é semelhante ao fdisk que já foi falado neste artigo (Usar o fdisk para gestão de partições no terminal), no entanto o gdisk é especifico para manipular partições GPT.

No exemplo seguinte, temos um disco interno que não está a ser usado. Será criada uma partição GPT, depois o disco será formato, será montado no sistema e por fim tornado persistente.

1 – listar primeiro as partições que temos

  • lsblk

2 – Corremos o gdisk no dispositivo sda. Terá de ser em modo sudo

  • sudo gdisk /dev/sda

o – Criar uma tabela de partições (GPT)
w – Escrever tabela no disco e fechar

 

3 – Formatar a partição no sistema de ficheiros em ext4 e atribuir um nome ao disco, neste caso Dados e podem confirmar o nome do disco e o UUID com o comando blkid

  • sudo mkfs.ext4 -L Dados /dev/sda

4 – Montar o disco

  • sudo mount -a

5 – Verificar o ponto de montagem, que foi automático

  • lsblk

6 – Mudar as permissões para que o vosso utilizador consiga ler, escrever e executar. Neste caso é apenas o utilizador linuxtech e o grupo linuxtech a usar o disco.

  • sudo chown linuxtech:linuxtech /media/linuxtech/Dados/
  • chmod -R 770 /media/linuxtech/Dados/

7 – Tornar este disco disponível no arranque do sistema, por definir o ponto de montagem no /etc/fstab. Foi escolhido o editor nano.

  • sudo nano /etc/fstab

# /media/linuxtech/Dados /dev/sda

LABEL=Dados /media/linuxtech/Dados ext4 defaults 0 0

Espero que tenham gostado deste guia. Alguma melhoria, deixem nos comentários!

Fiquem bem e até à próxima.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×