Qualcomm democratiza 5G com novo Snapdragon 690

A Qualcomm tem estado a apostar na implementação da tecnologia 5G nos seus SoC (System-on-Chip) de gama média, tendo recentemente lançado o Snapdragon 768G, que é basicamente uma versão melhorada do popular Snapdragon 765G, com o modem Snapdragon X52 5G integrado. Porém, chegou a vez de tornar o acesso à tecnologia 5G mais acessível, com o lançamento do novo Snapdragon 690.

Este novo SoC, produzido a 8 nm, incluirá um processador com núcleos Kryo560 Gold, uma derivação da arquitectura ARM Cortex-A77, que poderá funcionar até 2,0 GHz, e uma controladora gráfica integrada Adreno 619L, o que resultará no aumento de desempenho de 20% e 60%, respectivamente, face ao actual Snapdragon 675. Suporta até 8 GB de memória RAM, do tipo LPDDR4x (a 1866 MHz).

Este SoC possui ainda novidades adicionais em termos de funcionalidades, para a família Snapdragon 600, como o suporte para ecrãs com taxas de refrescamento até 120 Hz (até 1080p), câmaras 4K com HDR até 30 fps, sensores de imagem até 192 MP, bem como a tecnologia de carregamento rápido Qualcomm Quick Charge 4+.

Em termos de 5G, o novo Snapdragon 690 utilizará o novo modem Snapdragon X51 5G, que ao contrário do X52 5G utilizado nos SoC da série Snapdragon 700 e 800, não suportará as bandas mmWave, responsáveis pelas impressionantes velocidades das ligações 5G. Porém, suportará as frequências de banda média, o que permitirá obter até 2.5 Gbps de velocidade de download, e 660 Mbps de upload. Até ao momento, a Qualcomm já anunciou que fabricantes como a HMD Global (Nokia), LG, Motorola, Sharp, TCL e Wingtech serão os principais fabricantes a utilizar o novo Snapdragon 690.