Dicas

Dica do Dia: Conheça as diferentes tecnologias 5G

A ANACOM retomou o processo de implementação das redes 5G em Portugal, mas o que é que isso significa para o utilizador final? A rede 5G não é apenas a disponibilização de um espectro de frequências como aconteceu com o 4G, já que esta tecnologia está disponível em três variantes distintas. Vamos tentar explicar as diferenças entre si.

5G mmWave

Esta é a tecnologia mais desejada, por ser a mais rápida, com velocidades que podem atingir os 2 Gbps. Utiliza um comprimento muito curto, daí na Europa ter sido atribuída a faixa dos 26 GHz para esta ligação, mas esse comprimento de onda tem como contrapartida o curto alcance da mesma, bem como a fraca taxa de penetração em obstáculos, ou seja, o comportamento das ondas são afectados por paredes, vidros e até mesmo folhas nas árvores. Não está prevista a sua utilização em Portugal.

5G em banda média

A tecnologia 5G em banda média, também designada de Sub-6, por usar frequências abaixo dos 6 GHz, permite velocidades muito rápidas, que podem chegar aos 1 Gbps, garantindo um alcance muito superior ao da tecnologia mmWave, não sendo tão influenciavel por obstáculos como esta. Esta tecnologia será utilizada em Portugal, estando a Anacom a considerar as faixas de 2,1, 2,6 e 3,6 GHz.

5G Low-band

As ligações de banda baixa utilização frequências abaixo de 1 GHz, e terão como grande vantagem permitirem um maior alcance, similar ao permitido pela actual rede 4G. Infelizmente não permitirá velocidades muito superiores a esta. Será utilizada em Portugal, com a Anacom a considerar as faixas de 900 e 700 MHz, esta última ainda ocupada pelo serviço de Televisão Digital Terrestre (TDT), daí o actual processo de migração da emissão de TDT para outra faixa do espectro.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×