NotíciasSegurança

Check Point apresenta Índice de Impacto Global de Ameaças de Julho

Check Point apresenta novo Índice de Impacto Global de Ameaças.

A Check Point Research publicou o seu Índice de Impacto Global de Ameaças referente ao mês de Julho de 2019. A equipa de investigação alerta para uma nova falha de segurança descoberta no OpenDreamBox 2.0.0 WebAdmin Plugin e que afecta 32% das empresas globais.

Top 3 dos “Mais Procurados” em Portugal:

  • XMRig – Utilizado para o processo de mineração da criptomoeda Monero. Foi detectado pela primeira vez em Maio de 2017.
  • AgentTesla – O AgentTesla é um RAT avançado que funciona como um keylogger e facilita o roubo de palavras-passe. O AgentTesla consegue tirar screenshots e extrair as credenciais das soluções de software instaladas no computador da vítima.
  • Cryptoloot – Este malware é utilizado para o processo de mineração das criptomoedas, e é considerado um concorrente do Coinhive.

Top 3 das falhas de segurança “Mais Exploradas” em Julho:

  • SQL Injection – Uma falha de segurança permite a injecção de queries de SQL nos inputs vindos do cliente para a aplicação.
  • OpenSSL TLS DTLS Heartbeat Information Disclosure (CVE-2014-0160; CVE-2014-0346) – Uma falha de segurança que permite a divulgação de informações no OpenSSL, devido a um erro, enquanto opera com os TLS/DTLS heartbeat packets.
  • MVPower DVR Remote Code Execution – Existe uma falha de segurança nos dispositivos MVPower DVR. Um atacante pode explorar remotamente esta falha para executar um código arbitrário no router afectado.

 

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×