MobilidadeReviews

HP Pavilion 15

Depois de lhe termos dado a conhecer o Pavilion Gaming 15, está na altura de conhecer a vertente de entrada desta gama, que nos deixou com um sabor agridoce. O novo Pavilion 15 da HP destaca-se pelo corpo elegante e chassis relativamente compacto, com um acabamento metálico suave, teclado numérico, touchpad de grandes dimensões, excelente sistema de som optimizado pela Bang & Olufsen, e um agradável ecrã de 15,6 polegadas (tecnologia IPS e resolução FullHD), que tem a particularidade de usar margens bastante reduzidas.

De destacar o facto deste ecrã, quando aberto, permitir elevar ligeiramente o resto do corpo, aumentando assim o espaço entre a base do equipamento com a superfície onde o mesmo se encontra, melhorando assim o espaço para o arrefecimento dos componentes internos como processador e placa gráfica.

Escolhas ponderadas
Observando os componentes escolhidos para este equipamento, encontramos um processador Intel Core de oitava geração, o conhecido Core i7-8550U de 1,8 GHz, que tem a particularidade de poder trabalhar até 4,0 GHz graças à tecnologia Intel Turbo Boost.

Este combina com um total de 8 GB de memória RAM DDR4 a 2400 MHz, constituído por dois módulos de 4 GB, permitindo assim tirar partido do sistema de dual channel do controlador de memória do sistema.

Para a vertente gráfica, a HP optou pela Nvidia GeForce MX150 com 2GB de memória dedicada, uma solução que, embora longe do desempenho de modelos como as GeForce GTX 1050, é significativamente mais eficaz que a controladora integrada Intel UHD Graphics 620 habitualmente usada em equipamentos deste segmento.

Errar é humano.
Se até aqui este Pavilion 15 revelou ser um equipamento equilibrado, a utilização de um disco rígido mecânico de 5400 rpm, em vez de uma unidade SSD é algo que não se justifica actualmente, especialmente tendo em conta o preço deste HP – nem que fosse uma unidade de 128 GB a complementar a presença do disco rígido de 1 TB presente.

Esta escolha não teve grande efeito nos resultados dos testes realizados, mas sim na sua utilização diária, que chega a ser angustiante quando estamos perante os constantes updates do Windows 10, como o pacote 1803, que não trazia de origem, e impediu o uso do equipamento durante a demorada actualização. Assim sendo, se estiver interessado neste Pavilion 15, opte por uma versão com SSD ou instale este tipo de disco depois. Caso contrário, esqueça este computador.

Ponto Final

Embora elegante e, à partida, capaz, a utilização de um disco rígido mecânico em detrimento de uma unidade SSD acaba por arruinar a experiência de utilização deste equipamento. Uma unidade solid state deveria ser escolha obrigatória num equipamento com este nível de preço.

+ Corpo elegante e de boa qualidade
+ Sistema de som B&O
– Desempenho do disco rígido

Medições: 2,9
Experiência: 1,6
Preço: 2
Nota final: 6,5

Distribuidor: HP
Site: hp.pt
Preço:€999

Benchmarks

PCMark10 PCMark10Extended PCMark8 Home Battery 3D MarkCloudgate
2938 3081 287 minutos 12 846

Características Técnicas
Processador: Intel Core i7-8550U a 1,8 GHz
Memória: 8 GB DDR4 2400 MHz
Armazenamento: 1 TB SATA 5400 rpm
Placa Gráfica: Nvidia GeForce MX 150 2GB
Ecrã: 15,6” IPS (1920 x 1080)
Ligações: HDMI 1.4, 2xUSB 3.1, USB 3.1Type-C, Gigabit Ethernet, leitor de cartões SD, jack3,5 mm
Dimensões: 361,6×245,6×17,9mm
Peso: 1,92kg

PCGuia
Gustavo Dias
Editor da revista PCGuia, com mais de 10 anos no mercado de publicações tecnológicas. Grande adepto de tudo o que seja tecnológico, ficção científica e quatro rodas.
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia e fique a par das últimas notícias, dicas e truques de hardware e software.
Subscrever
close-link