Dicas para melhorar o tempo de vida da bateria do seu portátil

Há coisas simples que pode fazer para melhorar o tempo de duração da bateria entre cargas. Aqui ficam algumas sugestões para Windows e Mac.
Bateria

A vida da bateria anunciada pelos fabricantes é um pouco como o consumo anunciado nos automóveis: raras são as vezes que chegam perto daquilo que está no papel. As razões são várias e impossíveis de prever, mas há coisas que pode fazer para ajudar a aumentar o tempo que demoram a descarregar. E a maioria são tão simples que não necessitam de grandes conhecimentos técnicos.

Utilize o cursor ‘Desempenho da Bateria’ no Windows

Esta é a primeira coisa a fazer quando quiser melhorar a duração da bateria no Windows 10 e aparece se clicar com o botão esquerdo do rato em cima do ícone da bateria que está no canto inferior direito do ecrã. O propósito desta função é agregar todas as funcionalidades que afectam a vida da bateria num único sítio em categorias de fácil compreensão. É o fabricante do seu computador que define o que é afectado pela alteração do sítio onde está o cursor. Mas deve ter sempre estes aspectos em mente:

O modo ‘Melhor desempenho’ é para quem quiser trocar a vida da bateria por mais desempenho geral do computador. Neste modo o Windows não impede as aplicações que estão a funcionar sem segundo plano de gastar muita energia.

O modo ‘Desempenho melhorado’ dá mais tempo à bateria através da limitação da actividade das aplicações em segundo plano e privilegia a energia em relação à eficiência das aplicações.

O modo ‘A melhor duração da bateria’ é o que dá mais tempo de vida à bateria. Também é o modo recomendado em muitos computadores.

Cursor_Bateria

O modo de ‘Poupança de bateria’ aparece apenas quando tem o computador a funcionar desligado da corrente eléctrica e, se o ligar, reduz o brilho do ecrã em 30%, impede o sistema Windows Update de fazer download de actualizações, impede a aplicação ‘Correio’ de sincronizar automaticamente e suspende a actividade da maioria das aplicações que estão a funcionar em segundo plano.

Usar as definições de bateria no macOS

O sistema operativo dos computadores Macintosh também tem um cursor que serve para definir a forma como o sistema gera o consumo da bateria, mas está “escondido” no painel de preferências ‘Poupança de energia’.

Para aceder ao painel de controlo, clique no ‘menu da macã’ e de pois em ‘Preferências do sistema’. Por fim escolha ‘Poupança de energia’. Se estiver a utilizar a versão em inglês do sistema operativo é: ‘System Preferences’, ‘Energy saver’.

Para poupar a bateria liga as opções ‘Desligar o disco rígido sempre que possível’ e ‘Diminuir o brilho do ecrã quando está a trabalhar com bateria’ e desligue a opção ‘Permitir Power Nap quando está a trabalhar com bateria’. Se esta última opção estiver ligada, o computador acede à rede para ver se existem actualizações de software e descarregar o email.

Simplifique os métodos de trabalho: feche aplicações e utilize o modo de avião

Conseguir fazer com que o computador gaste menos energia não se resume apenas a alterar as definições no sistema operativo, há pequenas coisas que pode fazer que também fazem com que a bateria dure mais:

Utilize uma aplicação de cada vez enquanto trabalha desligado da corrente. Quando tem várias aplicações a funcionar ao mesmo tempo, mesmo que não as esteja a utilizar, elas estão activas e a consumir recursos como ciclos de CPU e memória. Isto por sua vez faz com que o computador consuma mais energia, logo faz com que a bateria dure menos.

Modo_Aviao

Utilize o modo de avião quando não necessitar de aceder à rede. Isto desliga os rádios do wi-fi e do Bluetooth e assim poupa energia. No Windows até pode fazê-lo rapidamente clicando no ícone da ligação à rede e depois em ‘Modo de avião’. Se estiver a utilizar um Mac, clique nos ícones das duas redes que estão na barra superior do ecrã e escolha a opção ‘Desligar’.

Feche as aplicações que consomem mais energia

Como já foi dito, quanto mais aplicações tiver abertas, menor será o tempo de vida da bateria. Mesmo que não as esteja a utilizar. O Windows 10 tem um painel de controlo que o pode ajudar a identificar as aplicações que consomem mais energia. No painel ‘Sistema’, clique em ‘Bateria’, depois em ‘Descubra que aplicações estão a afectar a duração da bateria’. Isto faz aparecer uma lista das aplicações que consomem mais bateria no seu sistema. Pode controlar o que lhe é mostrado: todas as aplicações ou somente as que utiliza e o período de tempo em que estiveram a consumir bateria. Muitas estão abertas e já nem se lembra, como o Acrobat Reader ou Spotify.

Arranque

De seguida clique com o botão direito do rato no botão ‘Windows’ e escolha a opção ‘Gestor de tarefas’ no menu. Na janela que aparece de seguida seleccione a opção ‘Arranque’. Aqui pode ver uma lista de todos os programas que arrancam automaticamente depois do Windows estar carregado. Desligue tudo o que tiver ‘Assistant’ ou ‘Helper’ no nome. Estes programas funcionam, normalmente, como “acessórios” de outros para permitir funcionalidades específicas. Por exemplo, se utilizar o Spotify, pode ter na lista uma entrada chamada ‘Spotify Web Helper’ que serve apenas para permitir a partilha de links para músicas que estão no serviço. Por isso, se não o fizer, pode desligá-lo à vontade que continua a ouvir música sem problemas.

Se utilizar um Mac também pode fazer uma coisa semelhante. Aceda às ‘System Preferences’ e depois a ‘Users & Groups’ e depois clique em ‘Login Items’ para ver a lista de aplicações que são carregadas quando o Mac arranca.
Gráficos

Se tiver uma placa gráfica dedicada no seu portátil, seja Nvidia ou AMD, deve definir que apenas as aplicações que precisem da capacidade de processamento extra é que a podem utilizar. Isto porque as capacidades dos processadores gráficos que vêm incluídos nos processadores já são suficientes para grande parte das outras utilizações.

Partindo do princípio que tem uma gráfica Nvidia, pode utilizar o painel de controlo Nvidia cujo ícone está na área de notificação no canto inferior direito do Ambiente de Trabalho para atribuir uma aplicação específica a um chip gráfico específico. Os jogos e aplicações mais exigentes, como o Photoshop ou o Premiere, devem utilizar o GPU da gráfica e os outros programas devem utilizar o GPU do processador.
Para fazer uma coisa semelhante no Macintosh, aceda ao painel de controlo ‘Energy Saver’ e ligue a opção ‘Automatic graphics switching’. No caso do Mac não tem o mesmo nível de controlo que no Windows, por isso vai ter de confiar na sabedoria do sistema operativo.

Atenção à circulação de ar

As baterias dos portáteis modernos são muito mais sofisticadas que as de há 10 anos, graças tanto à evolução da tecnologia de baterias, como à evolução do software. Um exemplo disto é que já não há necessidade de descarregar totalmente a bateria para que o software consiga saber a capacidade e a quantidade de energia que já foi gasta e a que sobra.

Mas é preciso ter cuidado com as temperaturas. Se mantiver a bateria muito quente, ela vai durar muito menos tempo. O maior contribuinte para o aumento da temperatura dentro da máquina é a obstrução das saídas de ventilação. A poeira que se acumula pode limpar-se facilmente com uma lata de ar comprimido própria para este efeito. Um problema também muito frequente é a utilização do computador em cima de uma almofada ou de um cobertor. Neste tipo de utilização, muitas vezes os orifícios de ventilação estão tapados durante a utilização, o que impede que o calor seja irradiado. Por isso utilize sempre o portátil em superfícies mais duras e planas em que os orifícios de ventilação não sejam obstruídos facilmente.

Atenção à saúde da bateria

Todas as baterias perdem propriedades à medida que o tempo passa e, mais cedo ou mais tarde, terá de ser substituída. Por isso, convém manter-se informado acerca do seu estado.

Para ver se a bateria do seu Mac está prestes a morrer, prima a tecla ‘Option’ e clique no ícone da bateria para ver o estado da bateria. Se vir a informação ‘Replace now’ ou ‘Service Battery’, a bateria está a funcionar muito abaixo da sua capacidade máxima.

Se quiser saber mais sobre o estado da bateria, como a quantidade de ciclos completos carga/descarga que a bateria já teve, abra a aplicação ‘System Information’ (Informações de Sistema) e depois clique no separador ‘Power’ (Energia). Pode comparar a quantidade de ciclos indicada com os máximos indicados pela Apple para ter uma ideia de quantos restam.

Para ter acesso à mesma quantidade de informação no Windows, terá de utilizar a linha comandos:

Em primeiro lugar prima a tecla Windows e escreva ‘CMD’ e depois clique com o botão direito do rato no ícone da aplicação ‘Linha de comandos’ e escolha a opção ‘Executar como administrador’.

De seguida escreva ‘powercfg /betteryreport’ e prima a tecla Enter. O sistema operativo vai gerar um ficheiro HTML, cuja localização é mostrada na janela da linha de comandos. Abra-o e veja informação acerca da capacidade da bateria e da quantidade de ciclos completos que já teve.

Ande com uma reserva
A forma mais simples de se assegurar que terá sempre bateria é andar com uma bateria extra ou com um powerbank.

Powerbank

A primeira opção é uma coisa em vias de extinção, isto porque muito poucos portáteis modernos têm bateria amovíveis. Os que existem são praticamente todos virados para o mercado empresarial e para aplicações específicas. Neste caso, as baterias extra podem ser encomendadas ao fabricante da máquina e podem ser trocadas facilmente porque estão presas ao chassis através de molas de fácil operação.

A segunda opção é a mais viável para a maioria dos leitores. Os powerbanks ligam-se aos portáteis da mesma forma que os carregadores e muitos incluem adaptadores para que possam ser utilizados em vários modelos de computadores diferentes. Normalmente também podem ser utilizados para carregar smartphones e tablets.


Como pode ver, estes pequenos truques não requerem grandes conhecimentos técnicos e permitem alargar o tempo entre cargas de bateria para o manter a trabalhar mais tempo antes de ser necessário ligar o carregador à corrente.

Categorias
DicasGuia completo

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link