InternetNotícias

Descoberta rede que utilizava aplicações e websites para enganar anunciantes

google-play-store

Foi descoberto recentemente que mais de 125 aplicações Android e websites fizeram parte de um esquema fraudulento que permitiu o roubo de centenas de milhões de dólares em receitas de publicidade em várias redes, incluindo a Google Adsense.

Segundo uma reportagem publicada no site Buzzfeed News, o esquema passava pela aquisição de aplicações e sites conhecidos através de uma empresa chamada “We Purchase Apps”, depois a propriedade desses sites e apps era transferida para empresas fantasma que continuavam a geri-las, enquanto recolhiam dados acerca do comportamento e forma como os utilizadores interagiam com elas.

Esses dados eram depois usados para programar uma rede de bots que depois eram utilizados para imitar os utilizadores de uma forma realista, através da utilização dos dados recolhidos. Os comportamentos dos bots era escondido à vista de todos pelos utilizadores humanos legítimos, que utilizavam essas apps e sites. Através deste esquema os detentores das apps e sites conseguiram obter milhões de dólares das empresas que pagavam para ter publicidade nesses suportes. A mistura do trafego dos bots com o dos utilizadores humanos, ajudou a esconder este esquema dos sistemas antifraude, utilizados pela Google e outras redes de anunciantes.

O Buzzfeed News deu conta à Google da existência deste esquema e a empresa já começou a tomar medidas, com a retirada de algumas das apps afectadas tanto da Play Store como da sua rede de publicidade. No entanto, algumas das aplicações como a ‘EverythingMe’, que tem mais de 20 milhões de utilizadores, ainda estão disponíveis.

De acordo com um artigo publicado pela Google, os responsáveis pelos bots utilizados para enganar os sistemas de publicidade conseguiram amealhar, através da rede de publicidade da empresa de Mountain View, cerca de 10 milhões de dólares com as visualizações falsas.

Isto pode ser apenas a ponta do icebergue, uma empresa detecção de fraudes chamada Pixelate, que deu conta de parte deste esquema em Junho, estima que a utilização fraudulenta de apenas uma aplicação pode ter custado 75 milhões de dólares em publicidade por ano.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×