Kioxia e Western Digital voltam a estudar fusão no negócio de memória NAND

Depois de em 2021 não terem chegado a acordo, a Kioxia e a Western Digital voltam à mesa de negociação para a criação de uma nova marca de memórias NAND, que irá rivalizar com o domínio da Samsung.

mergr.com

Durante anos, a Western Digital foi parceira da Toshiba na produção de equipamentos de memória DRAM e flash NAND, o que fez com que, aquando da extinção da Toshiba e criação da Kioxia, a Western Digital acabasse por se tornar parceira desta nova empresa, o que levou à partilha de fábricas no Japão.

Entretanto, a Bloomberg anunciou que as conversações para uma fusão entre as empresas está “no bom caminho”, o que poderá levar à criação de uma nova empresa, dentro do portefólio da Western Digital, mas dedicada em exclusivo ao negócio de memórias NAND.

Esta fusão, uma repetição do negócio iniciado em 2012 que nunca se chegou a concretizar, levará a que a nova empresa seja cotada em bolsa, tanto nos EUA como no Japão. Esta fusão é vista por especialistas como a única solução para a Kioxia conseguir rivalizar com o domínio da Samsung, que detém mais de 30% de quota de mercado no mundo de memórias NAND.