Culpa das Radeon RX6000 danificadas não é, afinal, dos drivers

Um centro de reparação de componentes informáticos detectou um número anormal de placas gráficas AMD com o GPU partido. Inicialmente a culpa foi atribuída aos drivers da AMD, mas surgiram novas informações que determinaram uma nova causa (algo óbvia).

Um YouTuber alemão que trabalha num serviço de reparação de componentes informáticos, KrisFix-Germany, gerou alguma confusão ao identificar várias placas gráficas da série Radeon RX 6000, que surgiram com vários processadores gráficos (GPU) danificados, e no qual o único elemento em comum entre elas prendia-se com a utilização da última geração de drivers da AMD para estas gráficas (AMD Software: Adrenalin Edition 22.11.2).

Isto, naturalmente, levantou alguma polémica, e criou pressão junto da AMD, que não conseguiu decifrar onde estaria a associação do problema com os seus drivers. Felizmente o caso teve novos desenvolvimentos, e aparentemente todas as placas gráficas danificadas reportadas provinham de um só vendedor, que vendem um volumoso lote de placas gráficas no prazo de duas semanas.

Ora, com esta informação, é fácil de se determinar que a origem das placas gráficas era de uma quinta de mineração de criptomoedas, e que as condições nas quais as mesmas trabalhavam, como sistemas de ar condicionado direccionados para as mesmas, poderá estar na causa dos problemas com os GPU quebrados das mesmas. Resumindo e concluindo, tenha cuidado com as placas gráficas usadas à venda na internet.