Trust cria versão mais ecológica e sustentável do rato ergonómico Bayo, com plástico reciclado

Em termos de características técnicas, os ratos são iguais às versões convencionais.

©Trust
©Trust

Os ratos ergonómicos (ou verticais) não serão os mais usados, mas, segundo as empresas que os comercializam, permitem que a mão tenha uma posição mais natural, e assim, evitar lesões e fadiga.

A gama Bayo, da Trust, é um destes exemplos e, agora, passa a ter duas opções (com e sem fios) feitas com «até 78% de materiais reciclados», neste caso, plástico.

Em termos de características técnicas, os ratos são iguais às versões convencionais, como por exemplo o sensor óptico até 2400 dpi e os seis botões. A versão com cabo (USB-C) custa 24,99 euros; já a wireless (2,4 Ghz) fica por 39,99 euros.