Mi Robot Vacuum-Mop 2 Ultra + Auto-empty Station

Toda a configuração deste Mi Robot, mesmo sem usarmos a app Mi Home, é simples.

Há uns anos, os robots aspiradores eram apenas umas bolachas com rodas que se punham no chão e que, depois de baterem em todos os móveis de uma sala, ficarem presos a cabos de energia e mandarem alguns vasos abaixo, lá faziam o serviço.

Nessa altura, havia apenas uma marca, a iRobot, que reinava neste mundo da limpeza inteligente. Agora são várias, as marcas que também estão a “aspirar” uma parte deste mercado – uma delas é a Xiaomi, uma marca chinesa que tem vários electrodomésticos smart, capazes de integrar um ecossistema em que está tudo ligado ao telemóvel e controlado à distância. Exemplo disso é o Mi Robot Vacuum-Mop 2 Ultra, um modelo que pode ser emparelhado com uma base de grandes dimensões que permite despejar o lixo aspirado, a Mi Robot Vacuum-Mop 2 Ultra Auto-empty Station. Para nós, este acessório é dispensável, muito pelo preço: preferimos despejar o lixo do próprio robot quando for necessário a ter de gastar mais 299,99 euros num sistema que, na verdade, também temos de esvaziar.

Toda a configuração deste Mi Robot, mesmo sem usarmos a app Mi Home, é simples – basta tirá-lo da caixa, ligar a mini-base à corrente, carregar no botão que está no topo e aí vai ele pela casa. Uma coisa boa é que, ao contrário de modelos mais antigos, não anda a bater pelas paredes e móveis, como se tivesse acabado de passar uma noite nos copos. Os sensores conseguem detectar os obstáculos antes, para que as colisões não aconteçam – pelo menos foi o que percebemos durante o tempo que o observámos a aspirar uma divisão. Se tivermos a app, as funções alargam-se: podemos ver um mapa da casa criado pelo Mi Robot, agendar limpezas, escolher modos de aspiração (desde um silencioso, para a noite, até a um turbo) e ligá-lo ao Google Home, para controlar a actividade com a voz.

Nota: 4/5
mistoreportugal.pt | €499,99 (só robot) + €299,99 (base de esvaziamento automático)