Apple M2 Max deverá oferecer até 20% de aumento de desempenho face ao M1 Max

Segundo os primeiros resultados no Geekbench 5, o novo Apple M2 Max de 12 núcleos registou até 10% de melhoria de desempenho em testes single-core e 20% em testes multi-core.

Segundo os primeiros benchmarks divulgados, de forma não oficial, o futuro SoC de topo da Apple, o futuro Apple M2 Max de 12 núcleos, deverá oferecer até 10% de melhoria de desempenho em aplicações single-core, e até 20% de melhoria em aplicações multi-core face ao seu antecessor, Apple M1 Max. Estes dados correspondem às melhorias registadas nos testes da popular ferramenta de benchmark Geekbench5.

Segundo estes, o novo Apple M2 Max, que estará disponível com dois núcleos adicionais face ao seu antecessor, funcionará a uma frequência base de 3.54 GHz, e disponibiliza 4 MB de cache L2, tendo este garantido 1889 pontos no teste single-core, e 14586 pontos no teste multi-core, uma melhoria de 10 e 20%, respectivamente, face aos 1750 e 12200 pontos registados por um equipamento com o Apple M1 Max.

Quando comparado com vários processadores x86, o resultado já não é tão impressionante, já que processadores modernos como um Intel Core de 12ª geração ou um AMD Ryzen 7000 conseguem superar estes resultados em praticamente todas as ocasiões. Falta saber como se comportará o novo Apple M2 Max em termos de eficiência comparativamente a estes processadores.