Nvidia clarifica os requisitos das fontes de alimentação para utilização com as novas placas gráficas RTX 40

Segundo a Nvidia, as fontes de alimentação actuais chegam para quem quiser usar uma das novas placas gráficas.

nvidia-ceo-jensen-huang-with-geforce-rtx-4090-gpu

Desde a apresentação das novas placas gráficas RTX 40 da Nvidia, que os utilizadores têm expressado dúvidas acerca da capacidade das suas fontes de alimentação para fazer funcionar um computador com as novas gráficas. Para sossegar os utilizadores, a Nvidia decidiu clarificar os requisitos mínimos que as fontes de alimentação têm de cumprir para conseguirem alimentar um sistema com uma RTX 40.

Aquando do lançamento das novas gráficas, a Nvidia confirmou que as novas placas com arquitectura Ada Lovelace iam utilizar os novos cabos 12VHPWR, compatíveis com a norma ATX 3.0. Estes cabos conseguem fornecer até 600 W, o que é quatro vezes mais potência que um cabo de oito pinos PCIe tradicional consegue transportar. Os novos cabos também têm quatro ligações de dados, que permitem à fonte de alimentação comunicar directamente com a placa gráfica.

A Nvidia divulgou as necessidade de energia que cada modelo das novas RTX 40: as RTX 490 têm um TDP de 450 W, a RTX 4080 com 16 Gb precisa de 320 W e a RTX 4080 com 12 GB precisa de até 285 W. A empresa recomenda fontes de alimentação com 850 W, 750 W e 700 W, para utilizar com cada um dos modelos de placas gráficas. A empresa diz que as novas placas gráficas podem ser utilizadas com as fontes de alimentação ATX 2.0 actuais.

Fonte de Alimentação

A única coisa que os fabricantes vão ter de fazer é incluir adaptadores de 3 x 8 pinos ou 4 x 8 pinos para a nova norma 12VHPWR, o que permite usar as novas gráficas com fontes de alimentação mais antiga. No entanto, o PCI-SIG diz que estes adaptadores podem causar alguns problemas.

Como noticiámos há algum tempo, o PCI-SIG avisou que estes adaptadores podem não estar preparados para a potência que terão de suportar. Mas a Nvidia diz que, embora estas preocupações sejam legítimas, os adaptadores não devem afectar as novas placas. Segundo a empresa, o problema de sobreaquecimento aconteceu apenas num protótipo de adaptador. O problema foi resolvido na versão final.