Microsoft confirma que vai adicionar separadores ao Explorador de Ficheiros no Windows 11

Para além dos separadores, o Explorador de Ficheiros também vai ter marcação de ficheiros e caixas de diálogo contextuais, entre outras funcionalidades.
Separadores Explorador de Ficheiros

A Microsoft anunciou oficialmente várias novas funcionalidades que vão ser adicionadas o Explorador de Ficheiros do Windows 11 nos próximos meses. Muitas destas funcionalidades já estão em testes através do programa Windows Insiders, nos canais Dev e Beta. As funcionalidades em testes incluem um novo layout gráfico para a página principal com a possibilidade de marcar ficheiros e a actividade recente, uma caixa de diálogo com mais elementos contextuais e uma melhor integração com o serviço cloud OneDrive para os utilizadores domésticos e empresariais.

Embora não esteja ainda em testes, também foi confirmada oficialmente pela Microsoft uma funcionalidade pedida há muito pelos utilizadores: os separadores nas janelas do Explorador de Ficheiros. Há semanas apareceram informações de que a Microsoft estaria a desenvolvê-la, mas, até agora, não se sabia se alguma vez iria chegar aos utilizadores. Agora, a Microsoft confirmou que vai chegar “no futuro”.

Ao dizer que os separadores vão chegar “no futuro”, a Microsoft não se está comprometer com uma data concreta para o lançamento desta funcionalidade. A empresa pode optar por lançar todas as funcionalidades na próxima versão 22H2, que se espera que chegue no outono, ou talvez decida inclui-las numa próxima actualização que será distribuída no verão.

A Microsoft vai também alterar a experiência de utilização das caixas de diálogo contextuais. Por exemplo, quando o utilizador quiser partilhar um ficheiro no Explorador de Ficheiros, o sistema tentará sugerir alguns contactos com quem o ficheiro pode ser partilhado, reduzindo assim a quantidade de passos necessários para partilhar ficheiros no Windows. A empresa diz que está a trabalhar para acrescentar mais alterações deste tipo em outras áreas do sistema operativo, incluindo, entre outras coisas, o menu ‘Inicio’ e as aplicações do Microsoft 365.

O Assistente de Concentração, chamado agora ‘Não incomodar’ vai ser mais fácil de usar, necessitando de menos passos para ser activado. Também serão acrescentados novos layouts de ajuste da janelas que vão ter uma barra que mostra opções de ajuste das janelas quando se movem as janelas no ecrã.

Por fim, a Microsoft também quer integrar ainda mais as funcionalidades do Windows 365 no Windows e acrescentar capacidades de processamento de imagem através de inteligência artificial em PC que tenham chips aceleradores de tarefas de IA.