Israel alvo de ciberataque

Este ataque afectou os sites do governo israelita e pode até ter sido o maior de sempre.

DDoS Attack

Israel está a recuperar do que parece ter sido o maior ciberataque de sempre contra o país. De acordo com o jornal Haaretz, o ataque desactivou vários sites do governo israelita na segunda-feira à noite. O site oficial do primeiro ministro também foi afectado. Segundo o National Cyber Directorate israelita, todos os sites já estão a funcionar outra vez.

O governo de Israel não identificou quem esteve por trás deste ataque, mas confirmou que foi vítima de um ataque DDoS que inundou os vários serviços com tráfego falso. Fontes do jornal afirmam que o ciberataque teve como alvo todos os sites no domínio ‘gov.il’ e suspeitam que os responsáveis podem estar ligados a um estado ou a uma grande organização. Uma notícia publicada no site da Deutsche Welle, indica que um grupo de hackers iraniano tinha reivindicado o ataque, que pode ter sido feito em retaliação de um ataque contra instalações de pesquisa nuclear iranianas. Esta informação não foi confirmada.

Uma fonte da força de defesa israelita não confirmou se este foi o maior ciberataque de sempre ao país, no entanto, o governo declarou estado emergência e mandaram fazer uma auditoria para avaliar os possíveis danos, incluindo tudo o que possa comprometer outros sites importantes e infraestruturas.

Ao invadir a Ucrânia, a Rússia também desencadeou vários ataques DDoS que, apesar de dificultarem o acesso aos sites do governo, não há evidências de que os tenham alterado ou roubado quaisquer dados. O ataque aos sites do governo israelita podem exacerbar uma situação que está tensa entre Israel e o Irão.