Microsoft desactiva a execução de macros do Excel 4.0

A Microsoft já tinha anunciado esta medida de segurança no ano passado e agora chegou a altura de a implementar.
Excel_Logo

Em 2021, a Microsoft anunciou que ia desactivar a execução de macros do Excel 4.0, mais tarde incluiu essa inibição em versões de teste para os Insiders e agora estendeu essa inibição a todos os utilizadores do seu software de folha de cálculo.

A razão para esta inibição tem a ver principalmente com questões de segurança, porque, desde há muito tempo, que as macros, os pequenos programas criados para automatizar funções do Excel (e outros programas), têm sido usadas para espalhar malware. Quem fizer a actualização para a versão mais recente do Excel vai deixar de poder ser infectado por malware ao abrir um ficheiro Excel.

Segundo a Microsoft: “Com a Build 6.0.14427.10000 do Excel, a execução de macros criadas no Excel 4.0 (XLM) é desactivada. Os administradores de redes podem também usar o controlos de políticas das aplicações do Microsoft 365 para configurar esta funcionalidade.”

Na publicação que anuncia e explica esta inibição, a Microsoft diz que os administradores podem fazer alterações a esta funcionalidade para a ajustar às necessidades das suas organizações. Mas, para a vasta maioria dos utilizadores, isto quer dizer que a era da distribuição de malware através de macros do Excel está um passo mais perto de ser passado.

 Mas, a segurança dos dados não foi a única razão para implementar esta medida. O Excel também vai receber um grande conjunto de novas funcionalidades, como por exemplo a possibilidade de adicionar hiperligações a comentários.