HP Pavilion Aero

É possível ter-se um computador de mil euros a competir com máquinas muito mais caras? Sim, se tiver hardware AMD, como este Pavilion Aero da HP.

À primeira vista, o Pavilion Aero parece algo banal, mas por dentro a coisa é completamente diferente. Este computador tem um processador AMD Ryzen 7 5700U (que inclui uma gráfica Radeon), acompanhado de 16 GB de RAM e de um SSD de 512 GB. Este hardware é capaz de o colocar nos cinco primeiros lugares do ranking dos testes de desempenho que fizemos este ano. A única razão pela qual não conseguiu valores de desempenho mais altos tem que ver, precisamente, com o facto de usar o processador gráfico integrado. Apesar de poderoso, o GPU não tem memória gráfica própria, por isso tem de usar a mesma memória RAM que o processador. Ora, esta memória é sempre mais lenta que a usada tradicionalmente nas gráficas, por isso penaliza o desempenho gráfico do computador. Ainda assim, o desempenho geral é muitíssimo interessante e coloca o Pavilion Aero acima de algumas máquinas com CPU Intel Core i7 e i5, que normalmente são mais caros.

O monitor tem treze polegadas (resolução máxima 1920 x 1200) e o acabamento é todo metálico, em prateado, e feito numa liga de magnésio e alumínio. O teclado é retroiluminado, silencioso e da mesma cor; o trackpad tem dimensões generosas.

Francamente, não sou grande adepto desta cor, porque gosto mais de computadores portáteis em tons mais escuros, mas todo o conjunto está bem conseguido. A qualidade da montagem é a que a HP já nos habituou: está tudo no sítio certo, sem grandes folgas. Já o material, pensado para reduzir o peso ao máximo, dá-lhe um aspecto algo frágil.

Bateria para o dia todo
No que toca às ligações, o Pavilion Aero tem a possibilidade de se ligar a redes sem fios até Wi-Fi 6 e a dispositivos Bluetooth. As ligações físicas estão a cargo de uma entrada USB Type-C (que não serve para o carregamento da bateria), duas USB Type-A e uma HDMI para a ligação a monitores ou a projectores de vídeo. Está ainda presente uma saída jack 3,5 mm que permite a ligação de auscultadores e microfones.

O conjunto é bastante leve, pouco mais de 900 gramas o que torna este portátil num companheiro de viagem que quase não vai notar que está na sua mala.

Por falar em viagens, a bateria do Aero permite-lhe funcionar durante quase doze horas. – isto é bastante bom, para quando se anda de um lado para o outro. Note-se que o teste de bateria não é feito só com vídeos, como está na moda hoje em dia. Isto porque dá uma ideia completamente errada da vida bateria, visto que os avanços de hardware fazem com que, actualmente, ver vídeos não seja uma tarefa muito exigente para um computador. O nosso teste é um misto de navegação na Internet, edição de texto e folhas de cálculo, vídeo e áudio.


Distribuidor: HP

Preço: €999


PCMark 10 Essencial: 9875

PCMark 10 Produtividade: 5948

PCMark 10 Bateria (minutos): 686

3D Mark Cloudgate: 22736


Ficha Técnica

Processador: AMD Ryzen 7 5800U (até 4,4 GHz de frequência máxima de relógio, 16 MB L3 de cache, 8 núcleos, 16 threads)
Memória: RAM DDR4 (3200 MHz) de 16 GB (integrada)
Armazenamento: 512 GB PCIe NVMe M.2 SSD
Ecrã: 13,3, WUXGA (1920 x 1200), IPS,
Placa gráfica: AMD Radeon
Ligações: USB Type-C, 2 x USB Type-A, HDMI 2.0, jack de 3,5 mm, Wi-Fi 6 (2×2) e Bluetooth 5.2
Dimensões: 29,7 x 20,9 x 1,69 cm
Peso: 900 gr


Selo PCGuia Excelência