Estudo indica que mais de 50% dos computadores empresariais não vão poder usar Windows 11

A falta de hardware TPM 2.0 é a principal culpada para que os computadores empresariais não possam ser actualizados para o novo Windows 11.

Windows-11-Start-Dark

Como é de conhecimento público, o Windows 11 é lançado no dia 5 de Outubro de 2021. Um aspecto deste novo sistema operativo da Microsoft, que também já é de conhecimento geral, é que a Microsoft apertou bastante os requisitos mínimos, o que criou muita incerteza acerca da possibilidade de actualizar do Windows 10 para Windows 11 na comunidade de utilizadores.

A Microsoft lançou uma nova versão da aplicação de auditoria PC Health Check para esclarecer os interessados, mas a confusão, e a frustração, continuam a existir por causa dos requisitos de processador e de a presença de um chip TPM que são necessários para poder instalar o sistema.

Os consumidores domésticos não são os únicos que estão a descobrir que os seus computadores relativamente recentes não vão poder usar o Windows 11. Os computadores instalados nas empresas também parecem não estar preparados para usar o novo sistema. A empresa de gestão de recursos de TI Lansweeper, publicou um estudo, que indicou que mais de 55% das estações de trabalho não têm os requisitos mínimos para poderem usar o Windows 11.

Os dados foram obtidos a partir de 60000 organizações e correspondem a 30 milhões de dispositivos Windows. O principal obstáculo à instalação do Windows 11 é a falta de um processador mais moderno.

Já no que respeita a máquinas virtuais, apenas 0,23% conseguem funcionar com Windows 11, devido à falta de TPM.