Tecnologia em Portugal

Assistimos a uma transformação tecnológica em todo o mundo, à medida que as empresas digitalizam suas operações. A maioria dos analistas, concorda que isso aumentará a sua visão sobre o negócio e sua eficiência a um nível nunca antes considerado possível.

A trajetória da transformação digital portuguesa mostra que os países podem dar um salto em frente com a estratégia e visão política certas, sustentadas ao longo do tempo. Mostra também que tais estratégias podem gerar resultados. A visão do Portugal Digital, como motor de transformação do país, é acelerar Portugal, “sem deixar ninguém para trás, e projetar o país no mundo”. A sustentabilidade de um cenário tecnológico é uma prioridade para Portugal. O governo está a considerar ferramentas económicas capazes de atrair start-ups britânicas, americanas, neerlandesas e até alemães. Nesta estratégia, Lisboa pretende desempenhar um papel de liderança.

Portugal é um país em grande crescimento tecnológico e isso fica demonstrado por ser considerado um dos principais HUBs tecnológicos a nível europeu, o que tem permitido atrair ofertas e serviços de grandes multinacionais e que servirá para conduzir o processo de transformação digital em direção à nuvem.

Portugal está agora claramente no radar das grandes empresas que aqui abriram escritórios nos últimos dois anos. A Google abriu um novo centro de suporte para a Europa, Médio Oriente e África em 2018, as empresas automóveis alemãs Volkswagen e Mercedes-Benz estabeleceram centros de tecnologia em Lisboa e a Amazon também abriu novos escritórios na capital.

A cena startup de Lisboa está em ebulição e a comunidade global de empreendedores está em crescimento a cada dia. Desde 2014, as startups sediadas em Lisboa, que podem incluir desde uma agência de SEO até fintechs e outros negócios digitais, arrecadaram mais de €200 milhões. Desde 2018, foram criadas em Lisboa 7.264 empresas, 743 delas do setor de alta tecnologia, um dos mais populares da capital.

Mesmo durante a pandemia, a portuguesa Kitch fechou uma rodada de financiamento de um milhão de euros de investidores que acreditaram na visão da equipa fundadora da Delivery Kitchens First. Também nos últimos 2 meses, a Replai (que usa vídeos curtos baseados em IA para envolver os fãs de desporto) arrecadou €1,2 milhões em financiamento inicial, o iLoF arrecadou €870 mil para ajudar a encontrar uma cura para a doença de Alzheimer e a Barkyn arrecadou uma rodada de 5 milhões de euros.

Fundadores, gigantes da tecnologia e investidores estão entusiasmados com a cena tecnológica portuguesa. Afinal, ela oferece:

  • Acesso a um leque de talentos qualificados. O país está classificado em 27º lugar no mundo pelo Índice de Competitividade Global de Talentos INSEAD. Com 6 universidades de tecnologia entre as 500 melhores do mundo, um governo classificado em 5º em gastos com educação e um ótimo domínio do inglês, o talento português em tecnologia é um dos mais atraentes do mundo.
  • Qualidade de vida a um preço razoável. Um país seguro com excelente clima, boa comida, um rico património cultural, uma ampla variedade de atividades de lazer, incluindo surf e campos de golfe, pessoas simpáticas ​​e uma próspera democracia liberal. Portugal é o país com melhor qualidade de vida do mundo.
  • Suporte governamental. A crescente presença de Portugal como polo internacional de tecnologia é fomentada por incentivos do governo.
  • Os negócios estão em alta. Desde 2016, os acordos de financiamento explodiram, tanto em número quanto em valor. De acordo com a Crunchbase, nos últimos 12 meses houve mais de 553 rodadas de financiamento, ou mais de $400 milhões em financiamento.
  • Ponte Estratégica do Atlântico. Em 2016, a Web Summit, a conferência anual global de tecnologia, mudou-se de Dublin para Lisboa. Este é apenas um exemplo de como Portugal e Lisboa se posicionaram como uma importante capital de networking na Europa.

Como parte de uma comunidade unida de empreendedores, um governo e investidores certos ​​para startups, Lisboa e Portugal desenvolvem-se da mesma forma que outros centros tecnológicos mundiais, mas com muito mais charme e incentivos que vêm de dentro e de fora das suas fronteiras.

Exit mobile version