Starlink vai baixar o custo dos kits de acesso para metade

Actualmente um kit de acesso ao serviço de Internet via satélite Starlink custa 500 euros, mas o da próxima geração vai custar metade, ou mesmo pouco mais de 100 euros.
starlink-plugin
O kit Starlink - Imagem SpacX

Segundo Gwynne Shotwell, presidente da SpaceX, os preços dos kits de acesso ao serviço, compostos por uma antena parabólica e um router, devem baixar substancialmente de preço ainda este ano.

No Space Symposium, a presidente da SpaceX disse: “Os kits que vamos ter no final deste ano vão custar mais ou menos metade dos actuais. E pensamos que mais tarde vamos conseguir baixar ainda mais os preços.”

Isto pode querer dizer que o preço do kit de acesso, que custa actualmente 500 euros, pode baixar para 250 e mais tarde pode mesmo chegar a custar metade disso, o que torna o serviço substancialmente mais acessível para todos os que não tenham acesso a Internet de banda larga, principalmente quem vive fora das cidades. 

Segundo declarações de Shotwell, feitas em Abril, o kit actual que custa 500, embora seja caro, está a ser vendido bastante abaixo do preço de custo. Originalmente, o custo de produção de cada kit era de 3000 dólares. Mais tarde, a SpaceX conseguiu reduzir para 1500 dólares e depois para 1300.

Não se sabe se os kits da Starlink vão continuar a serem vendidos abaixo do preço de custo. Mas parece que a empresa vai acabar por ter lucros com a venda destes equipamentos no longo prazo. No mesmo simpósio, Shotwell disse que: “Dentro de um ano vão-nos custar cerca um quarto do que custam hoje.”

Contudo, como grande parte das empresas que fabricam e vendem dispositivos electrónicos, o principal problema actual é a actual falta de chips que, segundo Shotwell, atrasou o lançamento dos novos terminais.

Outro problema é a falta de oxigénio líquido, que serve como oxidante do combustível dos foguetões da SpaceX, que vai atrasar o lançamento dos novos satélites V2 da constelação Starlink, que estão a ser construídos neste momento.

Os novos satélites Starlink serão os primeiros a incluir a funcionalidade de comunicação por laser, que será utilizada para que os satélites possam comunicar entre si.