Foram revelados detalhes técnicos sobre os futuros AMD EPYC Genoa

Através da divulgação de documentos internos da Gigabyte, foram revelados vários detalhes técnicos sobre os futuros processadores AMD EPYC Genoa.

Um conjunto de documentos divulgados no Twitter, provenientes da Gigabyte, revelam detalhes técnicos sobre a futura geração de processadores AMD EPYC para servidores “Genoa”, prevista para o próximo ano. Estes processadores utilizarão a nova arquitectura Zen4, e serão produzidos pela TSMC, utilizando um processo de fabrico avançado de 5 nm.

Esses mesmos documentos indicam a dimensão de cada componente interno destes novos processadores, como a dimensão precisa de cada CCD, IOD, do substrato e do novo encaixe LGA 6096, que além de ser gigantesco, adiciona 2002 novos contactos, face ao encaixe LGA 4094 utilizado pelos actuais AMD EPYC Milan, de arquitectura Zen3.

Tendo em conta esses mesmos documentos, dá para se verificar que o novo processador EPYC Genoa poderá utilizar até 12 unidades CCD, cada qual com 8 núcleos, o que irá permitir uma configuração máxima de 96 núcleos e 192 threads por processador, o que associado às melhorias esperadas da arquitectura Zen4, como aumento de desempenho IPC até 29%, tornarão estes novos processadores numa nova referência de mercado.

Estes processadores terão disponíveis até 128 pistas PCIe 5.0, ou 160 em configurações 2P (duplo processador), e serão compatíveis com memórias DDR5-5200 até um máximo de 3 TB, recorrendo a um sistema de 12 canais. Tudo isto implicará um aumento de 120W no TDP máximo anunciado, para um total de 400W, o que obrigará à criação de novas soluções de arrefecimento mais eficientes.