MSI lança nova nova CMP 50HX Miner

A MSI lançou a primeira CMP 50HX do mercado, que utiliza um GPU idêntico ao da GeForce RTX 2080 Ti, embora com menor número de núcleos CUDA e de capacidade de memória.

Durante o anuncio do lançamento das suas novas placas gráficas específicas para a mineração de criptomoedas, a Nvidia tinha prometido o lançamento dos modelos CMP 30HX e CMP 40HX para o primeiro trimestre do ano, algo que veio a acontecer, embora a um ritmo menor que o esperado, já que a disponibilidade destes modelos é muito limitada, tal como as placas gráficas tradicionais. Para o trimestre seguinte estava previsto o lançamento de modelos de desempenho superior, as CMP 50HX e CMP 90HX, algo que só agora, no final do trimestre, começa a acontecer.

O primeiro fabricante a anunciar a nova CMP 50HX é a MSI, com a nova MSI CMP 50HX Miner, que é essencialmente uma GeForce RTX 2080 Ti com algumas limitações, como inexistência de saídas de vídeo, redução nos núcleos CUDA, na capacidade de memória e na largura de banda de comunicação entre o GPU e as memórias, o que é curioso, uma vez que a Nvidia anuncie um Hash Rate (capacidade de mineração) idêntico a uma RTX 2080 Ti, com 45 MH/s.

Segundo as características técnicas reveladas pela MSI, esta CMP 50HX conta com 3584 núcleos CUDA, 10GB de memória GDDR6 e uma largura de banda de 320-bits, face aos 4352 núcleos, 11GB de memória e 352-bits da GeForce RTX 2080 Ti. Esta redução nas características técnicas poderá significar que esta placa gráfica utiliza um GPU que não tenha passado todos os testes de qualidade para ser uma GeForce RTX tradicional, sendo assim reaproveitada para a mineração de criptomoedas, uma tarefa que não é tão exigente quanto a reprodução de gráficos 3D complexos dos videojogos mais modernos.