Já pode experimentar o Windows 11

Como prometido, a Microsoft começou a distribuir uma versão de testes do Windows 11 através do programa Windows Insider.
Windows-11-Start-Dark

A Microsoft já começou a distribuir a versão de testes do Windows 11. Quem estiver inscrito no programa de testes de software Windows Insider já pode instalar esta versão (build 22000.51), que ao contrário da versão que surgiu na Internet há semanas, está em português de Portugal, inclui o novo menu Iniciar, funcionalidades de multitarefa e a nova versão da loja de aplicações da Microsoft.

Outra coisa que não estava presente na versão que circula pela Internet, mas que está incluída nesta, é o novo Explorador de Ficheiros, que substitui o friso por uma barra, para simplificar a utilização.

A grande maioria das alterações visuais mostradas na apresentação feita na semana passada também está incluída no sistema operativo que começou a ser distribuído hoje.

Como se sabe, o novo menu Iniciar está centrado em relação à Barra de tarefas, as janelas têm agora cantos arredondados e foram feitos melhoramentos ao centro de notificação e noutros elementos do sistema operativo.

Não aconselhamos a instalação desta versão do Windows num computador que use diariamente, visto poder conter erros e funcionalidades inacabadas, que podem causar a perda dos seus dados e obrigar a uma reinstalação completa do sistema operativo.

Mesmo assim, se estiver interessado em experimentar a versão de testes do Windows 11 terá de se inscrever no programa Insiders e depois aceder a Definições, Actualizações e segurança, Windows Insider e mudar para o canal de actualizações Dev para ter acesso antecipado ao novo Windows. A instalação é feita através da funcionalidade Windows Update.

Se quiser deixar de usar a versão de testes do Windows 11 e quiser voltar para o Windows 10, pode fazê-lo através das definições.

É de referir que necessita que o computador cumpra os requisitos mínimos de hardware. A Microsoft disponibilizou uma ferramenta, que analisa o computador para ver se a máquina pode receber o Windows 11.