Computador “português” vai ser o portátil de quase cinquenta mil alunos argentinos

©jp.ik
©jp.ik

A jp.ik (a unidade de negócios da empresa nacional J.P. Sá Couto dedicada à educação) ganhou um concurso internacional e será uma das cinco empresas mundiais que vai fornecer portáteis escolares a alunos argentinos.

Esta empresa nacional, que também foi a responsável pelo Magalhães, será mesmo a que vai dar mais computadores entre as escolhidas pelo Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS): 47 300 Classmate PC, o modelo da Intel para educação e low-cost que esteve na base do Magalhães.

©Intel
©Intel | É este o modelo Classmate PC que os alunos argentinos vão usar ainda este ano.

O valor total deste negócio é de cerca de dez milhões de euros e os computadores portáteis devem chegar aos alunos da Argentina até Outubro de 2021.