A Microsoft pode ter desistido de desenvolver o Windows 10X

No entanto, algumas das funcionalidades do Windows 10X podem vir a ser integradas no Windows 10.
Windows 10X

O Windows 10X foi apresentado pela Microsoft nos últimos meses de 2019, no mesmo evento em que foram mostrados pela primeira vez o Surface Duo e o Surface Neo. Este sistema operativo tinha como objectivo mudar alguns dos objectivos da Microsoft no que respeita aos sistemas operativos. O Windows 10X era para ter sido um sistema operativo moderno, mais leve que o Windows 10 e optimizado para utilização em dispositivos com dois ecrãs.

A Microsoft chegou mesmo a dizer que o Windows 10X seria um concorrente directo do Chrome OS, o sistema operativo que faz funcionar os computadores Chromebook.

Contudo, depois de vários atrasos no desenvolvimento e uma alteração do foco da empresa para os dispositivos com um único ecrã, aparentemente o Windows 10X não chegará a ver a luz do dia. De acordo com uma publicação no site Petri, a Microsoft não irá lançar o Windows 10X este ano e, provavelmente nunca o fará. Em vez disso, a empresa planeia integrar algumas das novas funcionalidades que desenvolveu para o Windows 10X no Windows 10 que já existe. Esses elementos podem incluir a nova interface de utilização, incluindo o novo menu Iniciar e barra de tarefas.

Menu Iniciar Windows 10X
O novo menu Iniciar do Windows 10X – Imagem Petri

A lógica por trás desta decisão parece estar ligada ao facto de as noivas funcionalidades serem do agrado de muitas pessoas que experimentaram o Windows 10X, esses mesmos utilizadores estavam renitentes em terem de usar um sistema operativo completamente diferente do que usam todos os dias. Outro factor parece ter sido a pandemia, que alterou bastante o panorama mundial da tecnologia. Apesar de haver uma escassez mundial de componentes, 2020 foi o melhor ano no que toca a vendas de PC em mais de uma década. 

No evento de divulgação dos resultados de 2020, a Microsoft disse que existem 1,3 mil milhões de dispositivos com Windows 10 em todo o mundo, por isso esta não será a melhor altura para lançar um novo sistema operativo.