KFA2 GeForce RTX 3060 EX 12GB

Mais do que uma simples análise sobre a nova KFA2 GeForce RTX 3060, fomos descobrir o que a tecnologia de Ray-Tracing e DLSS 2.0 evoluiu neste modelo.

Já por diversas vezes falámos sobre a actual geração de placas gráficas da Nvidia, as RTX30, com a sua arquitectura Ampere, que é no fundo a evolução perfeita das anteriores Turing, as primeiras placas gráficas da Nvidia a suportarem as tecnologias de Ray-Tracing e DLSS (Deep Learning Super Sampling).

Esta nova série de placas gráficas distingue-se da sua antecessora por utilizar núcleos RT (Ray-Tracing) de segunda geração, e núcleos Tensor de terceira geração, com qualquer um deles a garantir o dobro do desempenho da anterior geração. Entre os modelos disponíveis, a Nvidia actualmente dispõe do topo de gama GeForce RTX 3090, com 10496 núcleos Cuda, a GeForce RTX 3080 com 8704 núcleos Cuda, a GeForce RTX 3070 com 5888 núcleos cuda, e a gama RTX 3060, composta pela GeForce 3060 Ti com 4864 núcleos Cuda, e a mais recente GeForce RTX 3060, com 3584 núcleos Cuda.

GeForce RTX 3090 GeForce RTX 3080 GeForce RTX 3070 GeForce RTX 3060 Ti GeForce RTX 3060
GPU GA102 GA102 GA104 GA104 GA106
Transístores 28.3 mil milhões 28.3 mil milhões 17.4 mil milhões 17.4 mil milhões 13.2 mil milhões
Dimensão GPU 628 mm2 628 mm2 392 mm2 392 mm2 300 mm2
Núcleos CUDA 10496 8704 5888 4864 3584
Núcleos RT 82 68 46 38 28
Núcleos Tensor 328 272 184 152 112
Velocidade GPU (Base/Boost) 1400 MHz / 1695 MHz 1440 MHz / 1710 MHz 1500 MHz / 1730 MHz 1410 MHz / 1665 MHz 1320 MHz / 1780 MHz
Memória 24GB GDDR6X 10GB GDDR6X 8GB GDDR6 8GB GDDR6 12GB GDDR6
Bus memória 384-bit 320-bit 256-bit 256-bit 192-bit
Velocidade memória 19.5 Gbps 19 Gbps 14 Gbps 14 Gbps 15 Gbps
TDP 350w 320w 220w 200w 170w

 

GeForce RTX 3060

O modelo que recebemos para teste da KFA2 (marca conhecida internacionalmente como GALAX) é uma das novíssimas GeForce RTX 3060, um modelo que se tem destacado por ser a primeira a introduzir um sistema de limitação na capacidade de hashrate para mineração de Ethereum, a criptomoeda mais rentável para minerar do momento. É certo que essa limitação já foi ultrapassada, mas não é só por isso que esta placa gráfica se destaca.

Recorrendo a um GPU diferente dos restantes modelos da série RTX 30, o GA106-300, este GPU foi criado especificamente para esta placa para ter uma menor dimensão (276 mm2) e menor número de transístores (13.3 mil milhões), o que permitirá que seja produzido em maior quantidade, tornando-a ao mesmo tempo mais acessível, e disponível.

Esta menor dimensão levou a que tivessem sido feitas algumas contingências, como o número de núcleos Cuda, que são no fundo as unidades de processamento deste GPU, o que levou a que o número de núcleos RT fosse igualmente menor (28) e o número de núcleos Tensor (112).

Também o barramento de comunicação com dos 12GB de memória GDDR6 presente foi reduzido, passando agora a ser de apenas 192-bit, tendo a Nvidia compensado essa redução com o aumento da frequência de funcionamento das memórias, tentando assim minimizar o impacto na largura de banda deste barramento.

A utilização de um GPU mais compacto e simples teve um bom impacto num factor determinante, o consumo energético, sendo esta a placa gráfica mais “poupada” da série RTX 30, com um TDP de apenas 170w, daí apenas necessitar de uma ligação PCIe adicional de 8 contactos.

KFA2 EX Series

Por se tratar de um modelo da série EX da KFA2, esta RTX 3060 que recebemos para teste incluí diversos elementos diferenciadores, como o dissipador de alto desempenho, com base em cobre, heatpipes de grandes dimensões e duas grandes ventoinhas de 102mm, que estão a maior parte do tempo desligadas, graças à eficácia do dissipador.

Estas, quando actuam, têm um funcionamento bastante silencioso, graças ao desenho das 11 lâminas que cada ventoinha tem, existindo ainda um peculiar sistema de iluminação RGB, que pode ser controlado pela placa gráfica, utilizando o software Xtreme Tuner da KFA2 (disponível para Android e iOS), bem como através da motherboard do seu sistema, graças à ligação 12v RGB disponível.

A KFA2, para garantir um funcionamento estável, optou por usar uma ligação PCIe de oito contactos com reforço estrutural metálico. Em termos de ligações, conta com uma saída HDMI 2.1, e três saídas DisplayPort 1.4ª, com todas elas a suportarem a reprodução de conteúdos 8K a 60 Hz. Quanto a requisitos energéticos, a KFA2 recomenda uma fonte de alimentação com 550w para todo o sistema.

Desempenho Geral

Por se tratar de um modelo da gama EX da KFA2, esta RTX 3060 utiliza overclock de fábrica, ou seja, o GPU funciona a 1807 MHz, ou 1822 MHz usando a função 1-Clock OC no software Xtreme Tuner Plus, um ligeiro aumento face aos 1780 MHz propostos pela Nvidia. Já os 12GB de memória GDDR6 mantém-se nos 15 Gbps. Para melhor posicionarmos esta RTX 3060, decidimos testar no mesmo sistema uma KFA2 GeForce RTX 2060 Super EX, uma KFA2 GeForce RTX 2070 Super EX Gamer Black, e uma GeForce RTX 3060 Ti.

Os resultados obtidos revelam que, na maior parte dos casos, o desempenho desta RTX 3060 posiciona-se entre uma RTX 2060 Super e uma RTX 2070 Super, embora possam existir situações pontuais onde o desempenho esteve ao nível (ou ligeiramente abaixo) de uma RTX 2060 Super, simplesmente pelo facto de esta última utilizar um barramento de memórias de 256-bits.

Testes GeForce RTX 2060 Super KFA2 GeForce RTX 3060 EX GeForce RTX 2070 Super GeForce RTX 3060 Ti
3DMark Time Spy 9101 9040 10014 11566
3DMark Fire Strike 20557 19745 22196 24313
FarCry 5 1080p Ultra 125 126 124 130
FarCry 5 1440p Ultra 108 112 116 121
FarCry 5 4K Ultra 60 62 67 77
Shadow of the Tomb Raider 1080p Highest 119 114 120 126
Shadow of the Tomb Raider 1440p Highest 91 86 98 109
Shadow of the Tomb Raider 4K Highest 57 54 61 68

Deep Learning Super Sampling

Se em termos de desempenho geral esta GeForce RTX 3060 da KFA2 revelou ser uma placa interessante, é nos testes com Ray-Tracing e DLSS 2.0 activados que ela melhor se destaca, especialmente por se tratar de um modelo equipado com núcleos RT de segunda geração, e núcleos Tensor de terceira geração.

Isto, conforme poderá verificar nos resultados obtidos, permitiu à Nvidia, dotar este GPU de um menor número de núcleos RT (28), face aos presentes numa RTX 2060 Super (34) ou até numa RTX 2070 Super (40), garantindo resultados equiparáveis, o que é um feito.

Isto demonstra claramente a evolução da arquitectura e da tecnologia, e revela também que já é possível utilizar-se a tecnologia Ray-Tracing nos jogos actuais, quando utilizadas resoluções como 1080p e 1440p. Claro que, para garantir um menor impacto no desempenho, recomendamos o uso da tecnologia DLSS 2.0 (Deep Learning Super Sampling), um exclusivo da Nvidia nas placas GeForce RTX 20 e 30, como esta RTX 3060.

A tecnologia DLSS 2.0 recorre a avançados cálculos de inteligência artificial, realizados pelos núcleos Tensor, para melhorar a qualidade de imagem ao aplicar um efeito similar a aquele que é utilizado pelos tradicionais filtros de Anti-Aliasing, que têm como função eliminar o efeito de escada dos polígonos da imagem renderizada. Porém, nesta versão mais avançada da tecnologia DLSS 2.0, esta realiza um processo de aprendizagem em que as unidades de processamento neural identificam e estudam a imagem, processando-a a uma resolução superior, para posteriormente reduzi-la novamente para a resolução nativa.

Ou seja, um título que esteja a correr a 1080p, a tecnologia DLSS 2.0 irá processar as imagens a uma resolução 4K, que serão novamente convertidas para 1080p, embora com maior detalhe e definição. Ou seja, utilizar esta tecnologia, mesmo sem Ray-Tracing, permitirá garantir uma qualidade de imagem superior, mesmo em títulos que supostamente não estejam preparados para lidar com as tecnologias implementadas pelas unidades de processamento gráfico RTX da Nvidia, já que todo o processamento é feito exclusivamente pela placa gráfica.

Para comprovarmos os avanços nesta tecnologia exclusiva da Nvidia, decidimos correr o teste Nvidia DLSS Feature Test, bem como o teste Port Royal do popular 3DMark.

3DMark GeForce RTX 2060 Super KFA2 GeForce RTX 3060 EX GeForce RTX 2070 Super GeForce RTX 3060 Ti
Port Royal 5144 5120 5880 6833
Nvidia DLSS (Off) 23.82 fps 23.93 fps 27.28 fps 31.63 fps
Nvidia DLSS (On) 59.58 fps 58.55 fps 65.80 fps 78.45 fps

Se aqui verificámos que a nova RTX 3060 revela um desempenho equiparável ao de uma GeForce RTX 2060 Super, mesmo tendo um número significativamente inferior de núcleos Tensor, falta verificar qual o comportamento desta placa em aplicações reais, ou seja, nos jogos.

Decidimos correr o Shadow of the Tomb Raider, tanto a 1080p como a 1440p, uma vez que este título permite, facilmente, testar o desempenho do sistema com Ray-Tracing e DLSS ligado e desligado, verificando assim o impacto desta tecnologia para melhorar a jogabilidade dos jogos.

Shadow of the Tomb Raider GeForce RTX 2060 Super KFA2 GeForce RTX 3060 EX GeForce RTX 2070 Super GeForce RTX 3060 Ti
1080p Ultra RT 76 fps 81 fps 84 fps 100 fps
1080p Ultra RT + DLSS 76 fps 82 fps 85 fps
1440p Ultra RT 49 fps 54 fps 55 fps 68 fps
1440p Ultra RT + DLSS 57 fps 59 fps 64 fps 74 fps

Para comprovarmos as reais capacidades da tecnologia DLSS, decidimos testar dois jogos novos, para o nosso habitual, e verificar o desempenho destas quatro placas gráficas usando sempre uma resolução 1080p com as definições gráficas no máximo, verificando de seguida o impacto do Ray-Tracing, e do DLSS.

Control GeForce RTX 2060 Super KFA2 GeForce RTX 3060 EX GeForce RTX 2070 Super GeForce RTX 3060 Ti
1080p DX12 Max 67 72 76 94
1080p DX12 Max RT 38 43 43 56
1080p DX12 Max RT + DLSS 62 68 70 85

 

CyberPunk 2077 GeForce RTX 2060 Super KFA2 GeForce RTX 3060 EX GeForce RTX 2070 Super GeForce RTX 3060 Ti
1080p Ultra 51 54 59 70
1080p Ultra RT 29 32 34 38
1080p Ultra RT + DLSS 43 48 49 66

Ponto Final

Os resultados são esclarecedores. Com a tecnologia DLSS, a RTX 3060 conseguiu, com Ray-Tracing, aproximar-se mais do desempenho de uma RTX 2070 Super, o que é um excelente resultado para uma placa que, em teoria, tem um preço recomendado de 329 euros. Infelizmente, devido à actual situação do mercado, será muito difícil encontrar esta KFA2 GeForce RTX 3060 EX em stock, bem como a um preço aceitável, já que estas placas (embora de outras marcas) estejam a ser vendidas a mais do dobro desse valor.


Distribuidor: KFA2
Site: kfa2.com
Preço: €890 (€329 PVP referência)


Ficha Técnica

GPU: GA106
Núcleos CUDA: 3584
Velocidade (Base / Boost): 1320 / 1822 MHz
Interface: PCI-Express 4.0 x16
Memória: 12 GB GDDR6
Velocidade da Memória: 15 Gbps (7500 MHz)
Interface de memória: 192 bit
Resolução Máxima: 7680 x 4320
Ligações: HDMI 2.1, 3x DisplayPort 1.4a