Associação D3 denuncia falha de segurança no Android que partilhava dados da StayAway COVID

Na sequência desta denúncia, a D3 pede a «suspensão imediata da experiência StayAway».
©PCGuia
©PCGuia / DR.

A Associação D3 – Defesa dos Direitos Digitais, que já se mostrou várias vezes contra a utilização da StayAway COVID, alertou hoje para uma falha de segurança no sistema operativo Android que punha em causa a integridade dos dados desta app.

«Recentemente foi descoberta uma falha de segurança no sistema Android que permitiu que centenas de apps que vêm pré-instaladas nos telemóveis tivessem acesso indevido a registos do sistema», diz a D3.

Segundo a associação, os dados partilhados eram quatro: a indicação de que uma pessoa tinha estado em contacto com alguém que tivesse testado positivo para a COVID-19, nome e endereço MAC e «etiquetas de identificação publicitária de outras aplicações».

Na sequência desta denúncia, a D3 pede a «suspensão imediata da experiência StayAway»: segundo Ricardo Lafuente, vice-presidente da associação Defesa dos Direitos Digitais, a app «não é um mecanismo eficaz ou sequer seguro» e falhou o objectivo de ajudar a «resolver os problemas a que se propôs».