Nvidia confirma eliminação do limitador de mineração de Ethereum acidentalmente

A Nvidia reconheceu que os drivers 470.05, entretanto apagados, eliminavam a limitação na capacidade de mineração da nova GeForce RTX 3060 12GB.
RTX Mobile

Há dois dias demos-lhe a conhecer a existência de uma falha que permitia eliminar a limitação da capacidade de mineração de Ethereum, que a Nvidia tinha aplicado, tanto a nível de BIOS como de drivers, para a nova GeForce RTX 3060 de 12GB. Aparentemente essa limitação deixava de estar activa quando fossem utilizados os drivers 470.05, que foram prontamente removidos pela Nvidia.

Os responsáveis da Nvidia acabariam por afirmar posteriormente que os drivers em questão foram criados específicamente para uso interno, daí remover a limitação da capacidade de mineração em certas situações, mas que os mesmos foram prontamente removidos:

“A developer driver inadvertently included code used for internal development which removes thehash rate limiter on GeForce RTX 3060 in some configurations.

The driver has been removed.

— NVIDIA”

Todos aqueles que conseguiram experimentar os drivers 470.05 conseguiram verificar que a RTX 3060 de 12GB tem uma hash rate (capacidade de mineração) de 50 MH/s (20MH/s com o limitador activo), e que os drivers funcionam bem com placas da Asus, EVGA, Galax, Gigabyte, MSI e Palit, mas existem problemas com gráficas da Zotac e Inno3D.

Para tirarem partido destes drivers, e colarem a placa a minerar, é essencial seguir as limitações impostas, ou seja, a placa precisa de determinar que está a ser usada para correr um jogo ou uma aplicação, o que implica que a mesma tenha que estar ligada directamente à motherboard (e não a um PCIe riser), bem como a um monitor.