MSI promove mineração de criptomoedas nos seus novos computadores portáteis com gráficas RTX 3080

MSI promoveu a capacidade de mineração do seu novo portátil GE76 Raider, como alternativa enquanto a produção de placas gráficas não regressa à normalidade.

A MSI aproveitou o seu Blog oficial para promover a nova gama de computadores portáteis GE76 Raider de uma forma peculiar, não ao destacar as suas capacidades na reprodução de jogos, mas sim as suas capacidades enquanto sistema para mineração de criptomoedas. Como seria de prever, as críticas foram de tal forma elevadas, que acabariam por eliminar a publicação, embora a mesma continue disponível através da ferramenta de arquivo de internet Wayback Machine.

Nessa publicação, a MSI reconhece a dificuldade em corresponder à elevada procura de placas gráficas que existe no mercado, e aproveita a ocasião para sugerir a compra de computadores portáteis para que os utilizadores não percam os seus rendimentos passivos, enquanto aguardam pela chegada de novas placas gráficas.

Para exemplificar as possibilidades, utilizaram o novo MSI GE76 Raider, que equipado com um processador Intel Core i9-10980HK e uma gráfica Nvidia GeForce RTX 3080, demonstrou uma capacidade de mineração (hash rate) de 52.8 MH/s utilizando a aplicação NiceHash com o algoritmo DaggerHashimoto, o que permite colocar este computador entre o desempenho de um pc desktop com uma AMD Radeon RX 5700 (52 MH/s) e uma GeForce RTX 3070 (52.9 MH/s).

Agora percebe-se o porquê da falta de stocks dos novos computadores portáteis com placas gráfica GeForce RTX 30. Estão todos a ser desviados para compensar a falta de stocks de placas gráficas para as Mining Farms (“quintas” de sistemas de mineração).