Smartphones da Honor podem voltar a ter os serviços da Google já com o novo V40

O Honor V40 poderá vir a ser o primeiro com serviços Google depois de a marca ter sido vendida pela Huawei.
Honor-V40
Render - Gizmochina

O V40, o próximo smartphone topo de gama da Honor pode vir a ser o primeiro dispositivo da marca a voltar a ter os Google Mobile Services, desde que a Huawei, a empresa que detinha a Honor ter sido incluída na lista de empresas chinesas impedidas de fazerem negócios com empresas americanas.

Notícias vindas a público recentemente, indicam que a Honor iria voltar a ter os serviços da Google nos seus produtos no futuro, mas não que seria tão cedo. O Honor V40 está previsto para ser anunciado na China a 22 de Janeiro.

A Huawei foi acrescentada à lista de empresas impedidas de fazerem negócios com entidades americanas em 2019, o que impede que comprem bens ou serviços a qualquer empresa americana, incluindo a Google. Desde essa altura que os novos dispositivos da marca chinesa deixaram de incluir os Google Mobile Services, essenciais para o funcionamento correcto de muitas aplicações populares.

Embora a Huawei tenha percorrido um longo caminho para tornar os seus produtos mais apelativos para os utilizadores ocidentais, é inegável o peso que os serviços da Google têm nestes mercados. Em Novembro, a Huawei vendeu a Honor a um consórcio de empresas chinesas para a libertar das restrições impostas pelos Estados Unidos da América.

O Honor V40 estava previsto para ser anunciado na China no início desta semana, mas o evento foi adiado para 22 de Janeiro. Segundo os últimos rumores, este smartphone terá um SoC Dimensity 1000+ da MediaTek e um ecrã de 6,72 polegadas com uma taxa de actualização de 120 Hz.

Como é habitual nos terminais vendidos no mercado chinês, a versão local do V40 não incluirá os serviços da Google, mas as versões para venda fora da China provavelmente terão.