Samsung poderá deixar de usar processadores da Qualcomm

Se até então todos os smartphones da família Galaxy S da Samsung vieram equipados com SoC (System-on-Chip) de topo da Qualcomm para o mercado dos EUA e Chinês, e SoC Exynos para os restantes, rumores publicados hoje nas redes sociais afirmam que essa solução poderá ter os dias contados.

Tudo começou com os rumores sobre a diferença de preço entre o actual Snapdragon 865 e o futuro Snapdragon 875, que seria a escolha óbvia para a futura família Galaxy S21, mas tudo indica que com a Qualcomm a exigir cerca de 250 dólares pelo novo SoC topo de gama, a Samsung tenha optado por se manter com o actual Snapdragon 865 para os novos Galaxy.

Como se isto não bastasse, surgiram novos rumores que indicam que a Samsung irá deixar de estar dependente te soluções da Qualcomm para os seus equipamentos de topo, optando antes pelo futuro Exynos 1000, que já deverá ser produzido a 5 nm, e que poderá vir equipado com um processador com núcleos Cortex-A78 e uma nova controladora gráfica Mali-G78, ou até mesmo a primeira geração da GPU RDNA desenvolvida em conjunto com a AMD.