NotíciasSoftware

Adobe Flash vai morrer de vez no fim deste ano

A Adobe quer que os utilizadores removam o Flash Player até ao fim de 2020.

Flash

A Adobe planeia avisar os utilizadores para removerem o outrora popular programa Flash Player até ao fim deste ano, porque este software vai deixar de receber actualizações a 31 de Dezembro.

Esta intenção foi publicada na página de apoio técnico do Flash Player no site da Adobe, seis meses antes da data prevista para a empresa deixar de o suportar.

A Adobe também fez saber que “todos os conteúdos baseados em Flash serão bloqueados no Adobe Flash Player a partir do fim deste ano”, o que sugere que a empresa planeia adicionar uma “bomba-relógio” ao programa para impedir a sua utilização a partir do ano que vem.

A razão para este corte radica prende-se como facto de o Flash Player ter sempre sido um alvo preferencial dos hackers e malware. A partir do momento em que o programa chegue ao fim de vida, a Adobe vai deixar de publicar actualizações de segurança, o que vai deixar quem insistir em usá-lo exposto a vulnerabilidades de segurança e ataques.

O que a Adobe pretende é que um máximo de utilizadores removam o Flash Player dos seus computadores, antes da data limite de 31 de Dezembro de 2020. Não se sabe ainda como é que o aviso para a remoção do software vai funcionar, mas se o quiser fazer já, pode usar as ‘Definições do Windows’, ‘Aplicações’, para o remover.

Em conjunto com Apple, Google, Microsoft, Mozilla e Facebook, a Adobe já tinha anunciado em Julho de 2017 a data de fim de vida do Flash. O Facebook, uma das plataformas que mais usava o Adobe Flash, principalmente nos jogos, pediu nessa altura que os responsáveis por esses jogos para migrarem os seus títulos para HTML5 e JavaScript.

Os fabricantes dos browsers vão remover fisicamente o código que suporta o Flash dos seus produtos antes da data de fim de vida do Flash.

Neste momento, de acordo com o site W3Tech, apenas 2,6% dos sites actuais usam Flash. Em 2011 a percentagem era de 28,5%.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×