NotíciasSegurança

Dados de 9 milhões de clientes foram roubados da EasyJet

O nome, e-mail de reserva e detalhes de viagens são a grande maioria dos dados que foram roubados da EasyJet, mas o mais preocupante são os detalhes de cartões de crédito, segundo especialistas de segurança.

A companhia aérea EasyJet reconheceu que sofreu um sofisticado ataque de cibersegurança, onde foram roubados detalhes de viagem de cerca de 9 milhões de clientes, tendo igualmente sido roubados detalhes de cartões de crédito de 2208 clientes. Este ataque sucedeu apenas a dados provenientes da página web, não para quem tenha utilizado a aplicação móvel para efectuar as suas reservas.

Os detalhes de viagem incluem dados como o nome e e-mail da reserva, aeroporto de origem e de destino, bem como a data da viagem. Não incluí dados financeiros nem pessoais, como número de cartão de cidadão ou passaporte. A EasyJet irá contactar todos os afectados até ao dia 26 de Maio, mas garante que nenhuma reserva de voo efectuada será afectada por este ataque.

Para especialistas como Rui Duro, Country Manager da Check Point Software em Portugal, “há informação pessoal suficiente nos registos roubados para tornar essas pessoas alvos de roubo de identidade e fraude. Os hackers provavelmente irão comercializar os dados roubados bem como tentar enganar os clientes para revelarem mais dados pessoais através de emails de phishing.”

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×