Malware para Macintosh duplicou no ano passado

Mac

De acordo com o relatório anual ‘State of Malware’, publicado pela empresa de segurança Malwarebytes, que fabrica um software de detecção e limpeza de ameaças com o mesmo nome, a quantidade de ameaças de malware desenhadas para atacar computadores Macintosh duplicou em 2019 em comparação com as para computadores Windows.

Segundo o relatório, em 2019 a média de ameaças detectadas por computador com MacOS foi de 11, enquanto em computadores com Windows foi de 5,8. Esta foi a primeira vez que os Macintosh ultrapassaram os Windows neste respeito.

Em 2018 a quantidade de ameaças para Macintosh detectadas por computador era de 4,8, o que indica um aumento de 400 por cento de ano para ano. A Malwarebytes afirma porém, que parte deste aumento se pode atribuir ao aumento da quantidade de utilizadores das suas soluções de segurança para Mac, mas quando se calcula a quantidade de ameaças por computador, os Mac ganham aos Windows em 2 para 1.

Segundo declarações ao site The Register de Thomas Reed, o director da divisão Mac e dispositivos móveis da Malwarebytes, o aumento de computadores Macintosh com Malwarebytes instalado aumentou apenas 40 por cento de 2018 até 2019. Por isso, apesar de este crescimento ter de ser levado em conta quando se calcula a quantidade de computadores ameaçados, é pequeno demais para distorcer o número de ameaças de malware detectadas.

As ameaças mais prevalentes nos Mac são o Adware e os PUP (Potentially Unwanted Programs). Por exemplo, a NewTab uma extensão para browser ou aplicação que serve apenas para carregar anúncios foi detectada cerca de 30 milhões de vezes. O Adware foi também a maior ameaça para computadores com Windows.

As empresas também são alvos cada vez mais comuns, com um aumento de 13 por cento de ameaças. E, enquanto as detecções de Ransomware decresceram um pouco desde 2018 devido a uma baixa nas detecções do vírus WannaCry, a detecção do vírus Ryuk aumentaram 543 por cento e as do Sodinokibi 820 por cento. De acordo com uma notícia do New York Times, os ataques de Ransomware aumentaram 41 por cento em média.