NotíciasSegurança

Sophos revela tendências de cibersegurança para 2020

O panorama de ameaças de cibersegurança sofreu grandes alterações ao longo de 2019.

A Sophos apresentou as tendências de cibersegurança para 2020. O panorama de ameaças de cibersegurança sofreu grandes alterações ao longo de 2019 e a Sophos definiu quatro pilares que devem ser acompanhados durante este ano.

Em 2020, os riscos inerentes ao ransomware aumentarão, sendo acrescentadas ou alteradas características para confundir os utilizadores e complicar a utilização de algumas medidas de protecção anti-ransomware.

Em 2020, pequenos erros cometidos na cloud irão acabar por expor negócios de maiores dimensões. A maior vulnerabilidade para cloud computing são simples erros de configuração. À medida que os sistemas cloud se tornam mais complexos e flexíveis, os erros cometidos por utilizadores continuam a aumentar o risco. Combinado com uma falha geral de visibilidade, isto torna os ambientes de cloud computing um alvo pronto para os ciberatacantes.

A terceira tendência prevista é que os cibercriminosos irão tentar corromper os modelos de detecção de Machine Learning. Os cibercriminosos já têm consciência de que ferramentas de Machine Learning estão a ser utilizadas para impedir os seus ataques. Como resposta, os criminosos virarão as suas atenções para a tentativa de evitar ou prejudicar os sistemas de segurança de Machine Learning.

Nos próximos anos, o ritmo a que a indústria de cibersegurança testa ou adopta novas técnicas vindas da comunidade científica de Machine Learning vai continuar a aumentar, permitindo aos sistemas tomar decisões de forma autónoma ou quase autónoma no que toca à defesa dos sistemas de informação e dos seus utilizadores. É recomendado às empresas a adopção de uma abordagem de segurança por camadas.

O 5G, além de oferecer mudanças na velocidade e menor latência, irá introduzir também riscos de segurança significativos com novos pontos de entrada que irão expor as organizações a novos tipos de ataques. O 5G irá exigir à indústria um foco ainda maior na segurança das conexões, dispositivos e aplicações.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×