Especial

4 formas de usar a tecnologia para focar num novo idioma

Aprender uma língua não tem de ser difícil.

Pexels

Cenário 1: inglês avançado no currículo, mas na verdade é só the book is on the table. Cenário 2: dizer que tem espanhol fluente, mas na verdade é “portunhol”. Cenário 3: cantar músicas de que só sabes as primeiras e as últimas palavras e no meio enrolar com “nã nã nãããã”. Conheces ou já vistes esses casos? Por muito tempo formas engessadas de aprender um idioma reinaram na Terra da Fonética, mas hoje, graças à deusa Tecnologia, estamos dando um jeito nisso. Aqui vão 4 dicas simples, mas poderosas, para aprender uma nova língua.

1) Aplicação para estudar de onde estiveres

Foi-se o tempo em que a única opção era pagar caro por curso de idiomas ou professor particular. Esses eram os métodos usados na tua vida passada. Hoje, já é possível, por exemplo, usar aplicações como a da Babbel, que te ajudam a aprender idiomas em qualquer lugar que estejas e offline. A Babbel oferece diversos cursos distintos e lições de 15 minutos por dia, cujos conteúdos são interessantes e formulados por especialistas. Tu escutas, praticas a escrita e ainda verificas o vocabulário ao final de cada aula, tendo, além disso, a autonomia de seguir o ritmo de aprendizagem da maneira que melhor se encaixar com o seu perfil. Dessa forma, fica fácil e interessante aprender italiano, francês, inglês, etc. de uma forma não engessada. Até que enfim! Veja como é muito mais fácil do que imaginas aprender, por exemplo, italiano:

2) Assistir a filmes com legenda

Não adianta esconder, porque se tem algo que conquista corações a cada dia é a Netflix, a plataforma para filmes, séries e documentários que faz do teu sofá ou cama teus melhores amigos. Pois bem, por que não tentar assistir a teus programas favoritos com legenda no idioma que estás estudando? Agora já existe uma ferramenta somente para este intuito, a Language Learning with Netflix. Parece pouco, mas faz muita diferença, porque podes finalmente ver ali escrito na tua frente que as palavras que estudas não são fadas da imaginação: elas existem e têm propósito. Uma ótima forma de memorizar e aprender naturalmente!

Fonte: Pexels

3) Músicas

Ah, existe coisa mais bonita do que a música, que sempre nos brinda com as trilhas sonoras perfeitas para cada momento? Pois bem, ouvir músicas no idioma que queres aprender também é uma ótima maneira de estudar, porque, antes de mais nada, as canções ativam a curiosidade que temos pela cultura que envolve aquela língua. E nada como a vontade de conhecer uma cultura para querer saber mais e mais a seu respeito. Como já sabemos, não dá para cantar O sole mio sem se sentir o próprio tenor e mexer as mãos como um legítimo italiano! Muitas aplicações, como o Spotify, oferecem as letras para leres enquanto teu pulmão descola de excitação. O YouTube também é uma boa saída para essa finalidade. Mas uma dica: não te preocupes tanto em cantar tudo corretamente logo de início. Aprender um idioma através de músicas é uma das partes mais divertidas do processo e algo que tem que trazer também um pouco de prazer, e não tanta cobrança.

4) Podcasts

Mil desistirão ao teu lado e 10 mil à tua direita, mas tu não serás atingido! Podcasts são ferramentas para quem tem um nível um pouco mais avançado em termos de idiomas estrangeiros, mas persistas! Isso porque, diferentemente de músicas e filmes, precisas prestar mais atenção, já que não tem legenda na qual se agarrar nem sinfonia para se distrair. Só há mesmo tu e os teus ouvidos, mas é esse mesmo o intuito, aprender mais e mais. Muitos podcasts são desafiadores porque têm várias pessoas falando ao mesmo tempo e dando risada no meio das conversas, além de as palavras serem faladas rapidamente. A ideia é acostumar-se com os diálogos e forçar o teu cérebro a montar o quebra-cabeça lexical.

Experimenta essas opções e vais ver que a estrada dos idiomas ficará bem mais fácil de ser caminhada assim!

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×