DicasGuia completo

Como melhorar a velocidade do seu PC com Windows 10

Se o seu PC lhe parece lento, use estas dicas simples para o acelerar e melhorar o desempenho do Windows 10.

Computador

Apesar do Windows 10 estar mais rápido e leve, o hardware estar cada vez mais poderoso, eventualmente o desempenho do seu computador acaba por decrescer devido a vários factores que incluem problemas de compatibilidade, bugs, vírus (ou qualquer outra forma de malware) e até mesmo devido a hardware que já não funcione como deve ser.

Contudo, se o seu PC está lento, isso não quer dizer que terá necessariamente de o substituir. Às vezes bastam alguns ajustes de hardware e software para dar nova vida ao seu computador. E o melhor é que a maioria pode ser feita sem gastar dinheiro.

Neste guia vamos mostra-lhe várias formas de acelerar, optimizar e melhorar o desempenho do seu dispositivo, quer seja moderno, quer seja mais antigo.

 

Desligue as aplicações de arranque

Muitas das aplicações que estão instaladas no seu computador podem configurar-se automaticamente para arrancar quando o Windows arranca e continuar a funcionar em segundo plano.

Se não as utilizar regularmente elas estão lá, a gastar recursos do computador, o que pode fazer com que fique mais lento.

Para as desligar faça o seguinte:

Aceda às definições: clique no botão ‘Iniciar’ e depois clique na roda dentada que está à esquerda do menu.

Clique em ‘Aplicações’ e depois em ‘Arranque’ na coluna da esquerda.

No menu ‘Ordenar por’ escolha a opção ‘Impacto no arranque’.

Arranque
Agora só tem de desligar quaisquer aplicações que não sejam essenciais através do interruptor que está ao pé do nome de cada uma. Principalmente as que têm a indicação ‘Alto impacto’.

Reinicie o computador

O arranque deve parecer-lhe mais rápido a arrancar que antes. A melhoria de velocidade vai depender das aplicações que desligar e da configuração do hardware.

 

Desligue o relançamento de aplicações depois do arranque

O Windows 10 inclui uma funcionalidade que reinicia as aplicações que estava a usar na sessão anterior assim que o computador arranca e mesmo antes de fazer login.

Esta funcionalidade foi desenhada para permitir retornar rapidamente às aplicações que estava a usar, mas pode ter algum impacto no desempenho do sistema.

Se este funcionalidade estiver ligada, siga estes passos para a desligar:

Aceda às ‘Definições’ (ver primeira dica), clique em ‘Contas’ e depois em ‘Opções de início de sessão’.

Arranque de aplicações

Na secção ‘Privacidade’ desligue a opção ‘Utilize as minhas informações de início de sessão para concluir a configuração do meu dispositivo automaticamente e reabrir as minhas aplicações após uma actualização ou reinicio’.

Depois de completar estes passos, as aplicações já não serão reabertas após um reinicio do computador. O que pode melhorar o desempenho.

 

Desligue as aplicações em segundo plano

Certas aplicações podem continuar a funcionar em segundo plano, mesmo que não as esteja a usar activamente.

Se quiser melhorar o desempenho do Windows 10 o mais possível, pode desligar aplicações individuais que não quer que estejam a funcionar em segundo plano, ou pode mesmo impedir de todo a possibilidade das aplicações funcionarem em segundo plano.

Siga estes passos:

Abra as ‘Definições’ e clique em ‘Privacidade’.

Procure e clique em cima de ‘Aplicações em segundo plano na coluna da esquerda’.

Aplicações em segundo plano

Use os interruptores para desligar as aplicações que não queira que estejam a funcionar em segundo plano.

Se desligar o interruptor junto a ‘Permitir que as aplicações sejam executadas em segundo plano’, vai impedir todas as aplicações de funcionarem em segundo plano. Isto só funciona com as aplicações que vierem da loja Microsoft. Se tiver aplicações que não venham da loja, terá de usar as definições de cada uma individualmente.

 

Remova as aplicações não essenciais

Quando compra um novo dispositivo ele traz muitas aplicações pré-instaladas de que não necessita, que só está a ocupar espaço e recursos no computador.

Pode remover as aplicações que não usa para melhorar um pouco o desempenho do sistema:

Abra as ‘Definições’, clique em ‘Aplicações’ e depois em ‘Aplicações e funcionalidades’.

Remover Aplicações

Escolha a aplicação que quiser remover e clique em ‘Desinstalar’.

Se estiver a remover uma aplicação que veio da loja Microsoft, terá de clicar outra vez no botão ‘Desinstalar’. Se estiver a remover uma aplicação que não veio da loja será transportado para o ‘Ambiente de trabalho’ para concluir a desinstalação.

 

Instale apenas aplicações de boa qualidade

As aplicações mais antigas ou mal feitas estão carregadas de funcionalidades desnecessárias que afectam o desempenho do seu computador. E só porque vêm de uma marca conhecida, não quer dizer que sejam boas.

Para manter o seu computador saudável e rápido, perca algum tempo a investigar e instale apenas aplicações de boa qualidade. Sempre que possível opte pelas apps que estão na loja da Microsoft, porque estas são verificadas no que respeita ao impacto no sistema e segurança. Se a aplicação que quiser não existir na loja, use apenas fontes confiáveis e certifique-se que a aplicações foi feita para Windows 10.

 

Recupere espaço em disco

Quer tenha um SSD ou um disco mecânico para guardar os dados de forma mais permanente, nunca é boa ideia ocupar toda a capacidade porque isso afecta o desempenho.

Se tiver um computador relativamente novo e começa a notar que as aplicações, a cópia de ficheiros e outras tarefas começam a demorar mais que o habitual, uma das razões pode ser que a drive está a ficar sem espaço. Isto começa a notar-se mais quando se ultrapassam os 70 por cento da capacidade de armazenamento.

Uma das formas de fazer com que o armazenamento não afecte o desempenho é utilizar a funcionalidade ‘Sensor de armazenamento’ (Storage Sense) para apagar ficheiros desnecessários para recuperar espaço no disco (ou SSD).

Para usar esta funcionalidade siga estes passos:

Abra as ‘Definições’ e clique em ‘Sistema’.

Armazenamento

Clique em ‘Armazenamento’ na coluna da esquerda. Na secção ‘Disco local’ clique em ‘Ficheiros temporários’, Se não estiver visível clique na opção ‘Mostrar mais’.

Armazenamento

Marque os ficheiros que quer apagar.

Note que quando está a escolher os ficheiros a apagar, se escolher a opção ‘Transferências’ vai apagar todo o conteúdo da pasta ‘Transferências’. Se quiser manter os ficheiros que descarregou da Internet não marque esta opção. Se estiver disponível, marque a opção ‘Instalações anteriores do Windows’, mas tenha em atenção que, se o fizer, deixa de poder retornar a uma versão anterior do sistema operativo.

Quando estiver tudo escolhido clique em ‘Remover ficheiros’.

Se o ‘Sensor de armazenamento’ conseguir libertar espaço suficiente deverá ver uma melhoria no desempenho do computador.

Se for utilizador do serviço de armazenagem em cloud OneDrive pode também usar a funcionalidade ‘Ficheiros a pedido’ para libertar espaço de armazenagem. No entanto, quando precisar dos ficheiros terá de estar preparado para esperar um pouco, para que sejam descarregados do serviço.

 

Use uma ferramenta de desfragmentação

Se o seu computador tiver um SSD, os passos seguintes não são para si. Porque, para além dos SSD já terem uma ferramenta incluída que gere o espaço no disco, o facto de usar um desfragmentador de ficheiros reduz substancialmente o tempo de vida da drive.

Mas se o computador tiver o disco mecânico pode e deve seguir os passos seguintes para conseguir mais desempenho do sistema:

Aceda às ‘Definições’, clique em ‘Sistema’ e depois em ‘Armazenamento’.

Em ‘Mais definições de armazenamento’ clique em ‘Optimizar unidades’.

Optimizar

Escolha a drive que quiser optimizar e depois clique em ‘Optimizar’.

Assim que clicar no botão, a aplicação vai reorganizar os ficheiros gravados no disco escolhido de forma a perder menos tempo à procura quando forem necessários. Isto resulta num ganho significativo de desempenho. O tempo que a ferramenta demora depende do tamanho da drive, da quantidade de dados e da configuração do sistema.

 

Ligue o ‘ReadyBoost’

Se estiver a usar um computador mais antigo com disco mecânico, substancialmente mais lento que os SSD modernos’, pode ligar o ‘ReadyBoost’ para melhorar o desempenho do computador.

Esta funcionalidade já existe há bastante tempo e usa uma pendrive flash para fazer uma cache de ficheiros para melhorar a velocidade do sistema sem a necessidade de se instalar mais memória RAM.

Tal como na dica anterior, se tiver um SSD na sua máquina não tem grande ganho em seguir os passos seguintes.

Para ligar o ‘ReadyBoost’ faça o seguinte:

Abra uma janela do ‘Explorador de ficheiros’ e clique no ícone ‘O meu computador’.

Em ‘Dispositivos e unidades’, clique com o botão direito em cima da unidade USB que quer usar para o ‘ReadyBoost’ e escolha a opção ‘Propriedades’.

ReadyBoost

Clique no separador ‘ReadyBoost’.

Escolha a opção ‘Usar este dispositivo para o ‘ReadyBoost’ e clique em ‘Aplicar’. Clique em ‘OK’.

Note que nem todas a pendrives são compatíveis com ‘ReadyBoost’ principalmente quando são mais antigas e lentas. A funcionalidade não estará disponível se o Windows 10 achara que o seu computador tem desempenho suficiente.

 

Verifique se o computador tem malware

Por vezes o computador está lento porque tem malware. Os vírus, spyware, adware ou outros programa maliciosos são conhecidos por roubarem muitos recursos de sistema (para além da sua informação pessoal), o que pode fazer com que o computador fique tão lento que acaba por não se conseguir usar.

E apesar de todos os Windows 10 incluírem um antivírus chamado ‘Windows Defender’ é sempre possível infectá-los com malware.

Se suspeitar que a sua máquina está infectada, siga estes passos:

Abra o menu ‘Iniciar’ e escreva ‘Segurança’. Clique no primeiro resultado.

Virus1

Clique em ‘Protecção contra vírus e ameaças’.

Virus

Na secção ‘Actualizações da protecção contra vírus e ameaças’ clique em ‘Procurar actualizações’. Isto vai procurar e instalar automaticamente as últimas definições que permitem ao antivírus reconhecer novas ameaças.

Virus3

Acima, em ‘Ameaças actuais’, clique em ‘Opções de análise’. Depois clique em ‘Análise completa’.

Clique em ‘Analisar agora’.

O programa vai procurar todos os ficheiros gravados no computador à procura de todos os tipos de malware que o ficheiro de definições lhe permitir reconhecer. Se encontrar algum ser-lhe-ão mostradas opções para o remover.

Fazer uma análise offline

No caso do Windows Defender não arrancar, não conseguir actualizar as definições ou tem problemas a completar a análise, o seu computador pode estar infectado com uma forma agressiva de malware. Nesse caso pode usar o modo de análise offline para o tentar remover:

Abra o menu ‘Iniciar’, escreva ‘Segurança’ e clique no primeiro resultado que aparecer.

Clique em ‘Protecção contra vírus e ameaças’.

Em ‘Ameaças actuais’, clique em ‘Opções de análise’. Depois clique em ‘Análise do Windows Defender Offline’.

Clique em ‘Analisar agora’.

Assim que completar os passos, o computador reinicia automaticamente e faz uma análise offline para detectar e remover quaisquer ameaças.

Se estiver a utilizar outras soluções antimalware, como o Norton, Kaspersky, Malwarebytes ou outro, verifique o sistema de ajuda de cada um para saber como usá-los para limpar as ameaças do computador.

 

Instale a última actualização

A instalação das últimas versões dos drivers de hardware e do Windows 10 é uma forma simples de melhorar o desempenho do sistema apesar de, às vezes, as actualizações terem alguns problemas.

Instalar actualizações do Windows

As actualizações no Windows 10 são automáticas, mas dependendo da actualização específica podem não ficar logo disponíveis. Mas pode sempre tentar forçar a instalação:

Aceda às ‘Definições’. Clique em ‘Actualizações e segurança’. Em ‘Windows Update’ clique em ‘Procurar actualizações’.

Actualização

Clique em ‘Reiniciar agora’.

Depois de o computador arrancar a actualização estará completamente instalada.

Actualizar o Windows 10 para a última versão

Se estiver a usar uma versão antiga do Windows 10, a actualização para uma mais recente pode ajudar a melhorar o desempenho. Por exemplo, a actualização de Maio de 2019 trouxe muitas optimizações para os utilizadores com computadores AMD Ryzen.

Para actualizar o Windows 10 para a última versão siga estes passos:

Aceda às ‘Definições’. Clique em ‘Actualizações e segurança’. Em ‘Windows Update’ clique em ‘Procurar actualizações’.

Se existir uma actualização que possa ser instalada na sua máquina esta vai aparecer. Se for o caso clique em ‘Instalar agora’.

Clique em ‘Reiniciar agora’ para dar início ao processo de actualização.

O computador vai reiniciar para instalar a nova versão do sistema operativo.

Actualizar os drivers de hardware

O ‘Windows Update’ também permite actualizar os drivers do hardware que tem no computador. No entanto devido principalmente ao sistema de certificação dos drivers, estes podem ficar disponíveis nos sites dos fabricantes de hardware antes de chegarem ao sistema de actualização oficial do Windows. É, por exemplo, o caso dos drivers para as placas gráficas.

Neste caso é preferível actualizar os drivers manualmente para manter sempre o computador no topo do desempenho.

O que tem de ter em atenção é ao fabricante e modelo do hardware cujo driver quer actualizar antes de o descarregar e instalar.

Para ter a certeza aceda ao ‘Gestor de dispositivos’ para ver que hardware tem instalado. Para o abrir clique com o botão direito do rato em cima do botão ‘Iniciar’ e escolha ‘Gestor de dispositivos’. Procure o hardware que quer actualizar e vá ao site do fabricante para descarregar o driver correspondente.

AMD

Uma excepção é as placas gráficas porque tanto a Nvidia como a AMD disponibilizam drivers universais que são compatíveis com todos os modelos de processadores gráficos que vendem. Apesar de permitirem escolher o hardware no site, o ficheiro que acaba a descarregar é o mesmo em todos os casos excepto o das gráficas para o mercado profissional que têm normalmente drivers específicos.

Depois de ter o driver do seu lado normalmente só é necessário dar dois cliques em cima do programa de instalação e o resto é automático.

Actualizar aplicações

As aplicações desactualizadas podem fazer com que o computador funcione mais devagar devido a bugs ou problemas de compatibilidade com uma versão mais recente do Windows 10.

As aplicações que instalar a partir da loja Microsoft são actualizadas automaticamente, mas as que não vêm de lá têm de ser actualizadas manualmente.

Se tiver uma aplicação que dê problemas deve visitar o site do fabricante para ver se há uma versão nova e como a pode instalar.

Altere o plano de energia

Tal como já acontecia com as versões anteriores, o Windows 10 tem três planos de energia: ‘Equilibrado’, ‘Poupança de energia’ e ‘Elevado desempenho’ que servem para optimizar o consumo de energia do computador. Se quiser que o computador funcione sempre à velocidade máxima deve usar o ‘Elevado desempenho’. Mas também irá consumir mais energia e reduzir o tempo de vida das baterias entre cargas, se for um portátil.

Para alterar o plano de energia faça o seguinte:

Abra o ‘Painel de controlo’, para o fazer clique no botão ‘Iniciar’ e escreva ‘Painel de controlo’. Clique na primeira opção.

Energia

Clique em ‘Hardware e som’ e depois em ‘Opções de energia’. Escolha a opção ‘Elevado desempenho’.

 

Desligue os efeitos visuais

O Windows 10 inclui muitos efeitos visuais, desde animações a sombras até efeitos mais avançados, como os desfoques e transparências. Tudo fazendo parte do ‘Fluent Design’.

Apesar destes efeitos melhorarem a interacção com os elementos no ecrã, a sua utilização consome recursos adicionais no computador. Em computadores mais recentes isto não é problema, mas nos mais antigos pode ser um problema.

Se quiser melhorar o desempenho do sistema o mais possível, é possível desligar os efeitos para poupar recursos e fazer com que o Windows 10 funcione mais rapidamente.

Como desligar os efeitos visuais:

Aceda às ‘Definições’, clique em ‘Sistema’ e depois em ‘Acerca de’. No espaço da direita, abaixo de ‘Definições relacionadas’ clique em ‘Informações do sistema’.

Acerca

Na janela que aparece, clique em ‘Definições avançadas do sistema’.

Avançadas

Na secção ‘Desempenho’, clique no botão ‘Definições’. Clique no separador ‘Efeitos visuais’ e desligue todas as opções.

Ao usar esta opção o sistema vai mudar a forma como os tipos de letra são renderizados no ecrã. Se quiser manter os tipos de letra com bom recorte e leitura, desligue todas as definições mas deixe ligada a opção ‘Suavizar os limites dos tipos de letra no ecrã’.

Clique em ‘Aplicar’ e depois em OK.

Assim que completar estes passos, os efeitos visuais são imediatamente desligados e a interacção com os elementos no ecrã fica mais rápida.

Desligar as transparências

Para desligar as transparências faça o seguinte:

Aceda às ‘Definições’, clique em ‘Personalização’, clique em ‘Cores’ e depois use o interruptor para desligar as transparências.

 

Desligue a indexação de ficheiros

Embora a busca de ficheiros seja um elemento importante no Windows, a necessária indexação dos ficheiros que tem no computador consome muitos recursos, o que pode impactar negativamente o desempenho em máquinas menos potentes.

Se sabe onde estão os seus ficheiros e quiser desligar a indexação para conseguir um pouco mais de desempenho faça o seguinte:

Procura

Aceda às ‘Definições’, clique em ‘Procurar’ e depois em ‘Procurar no Windows’ que está na coluna da esquerda.

Indice

Abaixo de ‘Mais definições do indexador de pesquisas’ clique em ‘Definições avançadas do indexador de pesquisas’. Na janela que se abre clique em ‘Modificar’. Clique em ‘Mostrar todas as localizações’ e depois desligue todas a localizações.

Depois clique em ‘OK’ e depois em ‘Fechar’.

Depois de terminar estes passos, o sistema de busca continua a funcionar, mas a indexação fica desligada, o que pode melhorar o desempenho.

 

Aumente o tamanho do ficheiro de memória virtual

A memória virtual, também conhecida por ficheiro de paginação, é um ficheiro que está escondido no seu disco rígido (ou SSD) que o Windows utiliza como extensão da memória RAM. Quando a memória RAM fica cheia, o sistema operativo passa dados das aplicações que estão a ser executadas para este ficheiro.

Para aumentar a capacidade deste ficheiro faça o seguinte:

Aceda às ‘Definições’, clique em ‘Sistema’, clique em ‘Acerca de’.

Em ‘Definições relacionadas’ clique em ‘Informações do sistema’. Depois clique em ‘Definições avançadas’.

Na janela que aparece clique no separador ‘Avançadas’ na secção ‘Desempenho’, clique no botão ‘Definições’ e depois no separador ‘Avançadas’ na janela que surge de seguida.

Na secção ‘Memória virtual’ clique no botão ‘Alterar’.

Memoria Virtual

Desligue a opção ‘Gerir automaticamente tamanho de ficheiro de paginação para todas as unidades’. Clique em ‘Tamanho personalizado’ e especifique o tamanho máximo e iniciar que quiser em megabytes.

Se tem dúvidas, o tamanho inicial aconselhado deve ser uma vez e meia a quantidade de memória RAM que tem no computador. Já o tamanho máximo deve ser três vezes a capacidade da memória RAM.

Clique em ‘Definir’, Clique em ‘OK’, depois em novamente em ‘OK’. Reinicie o computador.

Assim que o computador reiniciar o ficheiro de memória virtual é alterado e a máquina fica um pouco mais rápida. Este efeito nota-se mais se estiver a utilizar uma drive SSD.

Se quiser reverter esta definição siga os passos até ao quinto e volte a ligar a opção ‘Gerir automaticamente tamanho de ficheiro de paginação para todas as unidades’. Depois é só clicar em ‘Definir’, ‘Ok’, ‘Ok’ e reiniciar o computador.

 

Restaure o sistema operativo

Por vezes as actualizações de sistema, drivers ou aplicações são a razão pela qual o seu computador fica mais lento. Se for este o caso, pode desfazer as alterações rapidamente através do ‘Restauro de sistema’.

Aceda ao menu ‘Iniciar’, escreva ‘Criar um ponto de restauro’ e clique no primeiro resultado que aparecer. Clique no botão ‘Restauro de sistema’.

Restauro

Escolha o ponto de restauro em que sabe que o computador estava a funcionar correctamente. Clique no botão ‘Procurar programas afectados’ para ver que aplicações serão removidas pelo processo de restauro.

Clique em ‘Fechar’, clique em ‘Seguinte’ clique em ‘Terminar’.

Assim que completar estes passos o computador será restaurado o estado em que estava na data do ponto de restauro escolhido.

Note que no Windows 10 o sistema de restauro está desligado por defeito, por isso deve ligá-lo assim que faz uma instalação limpa do sistema, ou recebe um computador novo.

O ‘Restauro de sistema’ não remove nenhum dos seus ficheiros, mas remove alterações feitas ao sistema, actualizações, drivers e aplicações que foram instaladas posteriormente à criação do ponto de restauro.

 

Repare os ficheiros de instalação

Se a perda de desempenho do computador se deve a ficheiros de sistema corrompidos, pode usar a Deployment Image Service and Management Tool (DISM) e o System File Checker (SFC) para resolver os problemas com os ficheiros do Windows sem necessidade de reinstalar o sistema operativo do zero.

Usar a ferramenta DISM

Para usar esta ferramenta siga os passos seguintes:

Aceda ao menu ‘Iniciar’, escreva ‘CMD’ e escolha a opção ‘Executar como administrador’.

Escreva o seguinte comando e prima a tecla Enter para reparar a instalação do Windows:

DISM /Online /Cleanup-image /Restorehealth

Se a tarefa de reparação terminou correctamente, o dispositivo deve começar a funcionar normalmente. Se o processo encontrou algum problema pode usar o comando SFC.

Usar o SFC

Aceda ao menu ‘Iniciar’, escreva ‘CMD’ e escolha a opção ‘Executar como administrador’.

Escreva o seguinte comando e prima a tecla Enter para reparar a instalação do Windows:

sfc /scannow

 

Reponha o dispositivo

Se nada parece resolver o problema pode repor o sistema operativo e começar do zero.

Antes de fazer qualquer coisa é aconselhável fazer uma cópia de segurança dos seus ficheiros.

Aceda às ‘Definições’, clique em ‘Actualizações e segurança’ e clique em ‘Recuperação’.

Recuperação

Abaixo de ‘Repor este PC’, clique em ‘Introdução’.

Clique no botão ‘Manter os meus ficheiros’ se quiser repor apenas o sistema operativo. Em alternativa pode clicar em ‘Remover tudo’ para repor o sistema operativo e remover todos os outros ficheiros e aplicações no processo. Se escolheu a segunda alternativa, use a cópia de segurança que fez antes para repor os seus ficheiros.

Actualize a sua drive

De todas as dicas que lhe demos aqui, esta é a única que implica gastar algum dinheiro. Se a sua máquina ainda tem um disco mecânico e tentou de tudo mas o seu computador continua a parecer-lhe lento, o melhor é fazer uma actualização do seu sistema de armazenamento para SSD.

Esta alteração vai fazer logo com que o seu computador fique logo mais rápido que antes porque os SSD são inerentemente mais rápidos que os discos mecânicos.

PCGuia

1 comentário

  • Boa Tarde.
    Solicito informação relativo ao artigo ” Como melhorar a velocidade do seu PC com Windows 10″ se o mesmo está publicado na v/revista e no caso afirmativo o Numero da Edição.

    Com os meus Cumprimentos

    CARLOS PEREIRA

Os comentários estão encerrados.

Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×