MobilidadeReviews

Acer Travelmate P6

Aí está o mais novo membro da família de computadores de trabalho da Acer.

Classificação

Medições5
Experiência de utilização9
Preço9

Gostámos

  • Leve
  • Construção

A rever

  • Não tem sensor de impressões digitais

Ponto final

7.7Este novo Travelmate é uma máquina típica para trabalho. O design é algo conservador, mas a construção é sólida e é uma máquina muito leve; o desempenho é mediano, mas é uma máquina que também não promete servir para correr um qualquer jogo classe A.

O mercado dos computadores portáteis para trabalho funciona de uma forma um pouco diferente dos outros. Enquanto no consumo há um apetite maior por dispositivos que ofereçam maior desempenho, muitas vezes à custa do tempo de vida da bateria, no mercado profissional querem-se máquinas com o máximo de tempo de bateria, peso baixo e um preço mais em conta.

A série de computadores Travelmate é a família de produtos da Acer para o mercado profissional e, embora se consiga comprar nas lojas, o forte são os produtos criados à medida para os orçamentos dos grandes clientes empresariais.

Entradas para todos os gostos
O dispositivo que a Acer nos enviou desta vez é o mais recente membro desta família de computadores e chama-se Travelmate P6; basta olhar para ele para se perceber que se trata de uma máquina de trabalho: é todo feito em metal preto, provavelmente alumínio ou magnésio, o que faz com que pese apenas 1,1 kg, o que o torna ideal para o levar para qualquer lado.

Existem três ligações USB (uma delas é USB Type-C), uma entrada para rede com fios, uma porta HDMI e uma para cartões de memória microSD. Na parte da frente está também um leitor de smartcards que serve para autenticar o computador perante o sistema operativo ou qualquer outro serviço (também permite ler o cartão de cidadão para, por exemplo entrar no site das finanças, ou qualquer outro que o aceite).

Uma coisa que está ausente, e que é tradicional nestes computadores de trabalho, é o leitor de impressões digitais. Curiosamente, a entrada para o transformador é uma daquelas redondas, tradicionais, o que vai um pouco contra a tendência de usar a entrada USB Type-C para carregar a bateria.

Conforto
O teclado é muito confortável de utilizar e pouco barulhento, o que é uma mais-valia quando se está, por exemplo, em reuniões. Uma outra particularidade é a existência de uma pequena peça acima do ecrã que serve para bloquear a objectiva da webcam e, assim, evitar “espionagens”.

A versão que nos foi enviada tem um processador Intel Core i5 8265-U que funciona a 1,6 Ghz e pode chegar aos 1,8. Existem também 8 GB de memória RAM e um SSD Kingston com 256 GB de capacidade. Os gráficos estão a cargo do GPU integrado no processador, um Intel Graphics 620 que partilha o frame buffer (memória gráfica) com a memória RAM usada pelo resto do sistema.

A experiência de utilização é bastante boa, não é de todo uma máquina ultra-rápida, mas é capaz de dar conta da maioria dos trabalhos diários de quem anda em viagem. O trackpad é preciso e o teclado é muito confortável de utilizar, não sendo nem muito esponjoso nem demasiado firme.


Distribuidor: Acer

Site: acer.com

Preço: €1149


Benchmarks

  • PCMark 10: 3654
  • PCMARK 10 Produtividade: 5826
  • PCMARK 8 Bateria (minutos): 321
  • 3D Mark Cloudgate: 7507

Ficha Técnica

Processador: Intel Core i5-8265U
Memória RAM: 8 GB
Armazenamento: Kingston SATA SSD 256GB
Ecrã: 14 polegadas, 1920 X 1080
Ligações: HDMI, 3 x USB (1X USB Type-C compatível com Thunderbolt), RJ-45, jack 3,5 mm
Peso: 1,1 Kg
Dimensões: 328 x 235 x 21 mm

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×