NotíciasSegurançaSoftware

Check Point apresenta a enciclopédia de malware direccionado ao macOS

Check Point ajuda a acabar com o mito urbano de que os Mac não apanham vírus.

Malware New

A equipa de investigação da Check Point Software Technologies Ltd deu a conhecer uma lista de malware e das infecções direccionadas ao macOS, uma vez que ainda existem muitos utilizadores que acreditam que este é um sistema operativo seguro e imune, não necessitando de se preocupar quanto à sua protecção.

Ao longo dos anos foram muitos os investigadores que se dedicaram à caça de malware no OS X, e à produção de relatórios de análise detalhados, com o objectivo de criar sensibilização sobre o tema.

A lista de malwares direccionados ao macOS inclui o MacSweeper (2008), iService (2009), MacDefender/MacProtector (2011), Tsunami (2011), Imuler (2011), DNSChanger Qhost (2011), Wirenet (2012), Flashback (2011), Gopher (2015), Pirrit (2016), KeRanger (2016), Empyre (2016), Keydnap (2016), Mokes (2016), Komplex (2016), Eleanor (2016), Adwind RAT (2016), FakeFileOpener (2016), FileCoder (2017), XAgent (2017), MacRansom (2017), MacSpy (2017), Snake (2017), Systemd/Demsty (2017), MacDownloader (2017), FruitFly (2017), OSX/Dok (2017), Proton (2017), CPUMeaner (2017), Pwnet (2017), Mughthesec (OperatorMac) (2017), Calisto (2018), CreativeUpdate (2018), Dummy (2018), CoinTicker (EvilEgg) (2018), EvilOSX (2018), EggShell (2018), OSX/MaMi (2018), AppleJeus (2018), OSX/Shlayer (2018), CrossRAT (2018), Coldroot (2018), MacMalDoc (2018), OSX/DarthMiner (2018) e OSX.FairyTale (2018).

Via: Check Point Software Technologies Ltd.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×