PCGuia Pro

Ericsson apresenta visão de dispositivos móveis IoT com novos segmentos e soluções

IoT New

A Ericsson descreve a evolução dos dispositivos móveis IoT em quatro segmentos de mercado: Massive IoT; Broadband IoT; Critical IoT e Industrial Automation IoT.

Dois destes segmentos são novos – banda larga IoT e IoT de automação industrial. A banda larga IoT suporta taxas de dados elevadas e latências mais baixas do que a Massive IoT. A automação Industrial IoT permitirá aplicações avançadas com requisitos de conectividade extremamente exigentes.

Em linha com a sua visão de dispositivos móveis IoT, a Ericsson lançou funcionalidades optimizadas para o Massive IoT e novas soluções para banda larga IoT.

As soluções de banda larga IoT incluem partilha de rede de acesso de rádio (RAN), Advanced Subscriber Group Handling e Multi-Gigabit LTE para uma taxa de transferência de dados de 2Gbps e latência de 10 milésimos de segundo. As novas soluções permitirão uma ampla gama de casos de utilização em automóveis, drones, AR/VR, wearables e utilities inteligentes.

Com o uso eficaz de técnicas como a divisão de rede, os fornecedores de serviços podem oferecer suporte a todos os quatro segmentos numa única rede, permitindo que optimizem os seus activos.

De acordo com o Ericsson Mobility Report, o número de ligações IoT deve atingir os 4,1 mil milhões em 2024 – aumentando gradualmente com uma taxa de crescimento anual de 27%.

“Os dispositivos móveis IoT estão a transitar da adopção inicial com o Massive IoT para um lançamento global. Actualmente estamos a descrever “e o que vem a seguir?” junto dos nossos clientes e de que forma é que eles podem tirar o máximo retorno dos seus investimentos em 4G e 5G na mesma rede e abordar casos de uso de IoT mais avançados em todos os sectores”, afirmou Fredrik Jejdling, Vice-presidente Executivo e responsável da Networks da Ericsson.

Via Ericsson.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×