Apostar em TI: candidaturas abertas até dia 28 de Janeiro

O programa tem a duração total de 14 meses.
ISEC Apostar em Ti
ISEC/ Apostar em Ti

As inscrições para a segunda edição do programa Apostar em TI estão abertas até dia 28 de Janeiro. Realizar-se-ão sessões de esclarecimento no Departamento de Engenharia Electrotécnica do ISEC (Instituto Superior de Engenharia de Coimbra) no dia 23 de Janeiro e nos IEFP (Instituto do Emprego e Formação Profissional) de Coimbra (14 de Janeiro) e do Porto (18 de Janeiro). Mais informações sobre estas sessões de entrada livre podem ser obtidas junto do ISEC e do IEFP.

Desenhado e promovido pelo Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) e várias empresas na área das TI’s, o Apostar em TI trabalha competências específicas para sistemas integrados em dispositivos electrónicos (Embedded Systems), por exemplo, em automóveis, equipamentos médicos, entre outros.

O programa tem a duração total de 14 meses: um período de 5 meses de formação lectiva (a decorrer no ISEC), seguido de um estágio remunerado de 9 meses de consolidação de conhecimentos e formação on-the-job (a decorrer numa das empresas parceira do programa).

A edição de 2019 do programa de reconversão profissional Apostar em TI decorrerá entre Fevereiro de 2019 (data de início da fase lectiva) e Junho de 2020. Esta iniciativa tem como destinatárias todas as pessoas que procuram competências na área das TI’s, com apetência para a área da Tecnologia, maturidade e fortemente motivados para mudarem os seus percursos profissionais. Dada a exigência do programa, os candidatos deverão ter disponibilidade total quer para a fase lectiva, quer para a fase de estágio.

A formação tem o custo associado a ser pago ao ISEC como propina de 1950€ e 20€ de inscrição. Estes custos, suportados pelos formandos, serão pagos em 5 tranches, sendo metade pago no início da formação e o restante valor liquidado em prestações.

A fase de estágio “terá um retorno total mínimo de 6750€”, ultrapassando o investimento feito durante a fase lectiva. Os formandos terão à sua disposição soluções de crédito, disponibilizadas pela instituição financeira ligada ao programa, e que lhes permitirão fazer face às despesas com propinas, aquisição de computadores, ou/e à subsistência mensal durante o período lectivo.

Via Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC).

Categorias
Notícias

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link