Conceito HumanoideOpinião

E-sports level up

Sei que para alguns, os e-sports são ainda uma actividade estranha praticada por miúdos com baixa capacidade de socialização. Mas, em Portugal, nas últimas décadas, essa realidade tem vindo a alterar-se, não só pelo acompanhar das tendências internacionais mas, acima de tudo, por uma adaptação e reinterpretação muito peculiar do espírito nacional em relação e este desporto.


Ao longo de quase duas décadas tenho estado envolvido na organização dos mais diversos torneios de e-sports, grande parte deles em Portugal. Torneios esses que aconteciam até agora exclusivamente integrados em eventos maiores, normalmente relacionados com videojogos. Criámos projectos que, integrados nas lan parties, promoviam competições, onde as equipas participantes, exclusivamente amadoras, eram em grande parte formadas adhoc para cada um dos torneios.


Passámos a fase em que as equipas se formavam bem antes dos eventos, treinavam juntas, e se qualificaram on-line para as fases finais. Mais recentemente apoiei e acompanhei o surgimento de várias ligas competitivas, mais ou menos oficiais, que abriram o caminho para a verdadeira profissionalização dos jogadores em Portugal. Vi surgir as primeiras equipas profissionais que, ao fim de poucos meses a jogar nacionalmente, viram alguns dos seus jogadores a serem recrutados para grandes equipas internacionais, aumentando o seu reconhecimento nacional. E vi também surgir um programa dedicado ao tema na televisão pública, que ajudou a legitimar a actividade e aumentar a sua visibilidade no público geral.


Mas aquilo que nunca tinha visto antes em Portugal, era um grande evento em que os e-sports fossem a estrela principal. Não por falta de promessas vindas das mais diversas origens, nem tão pouco pela falta de vontade de muitos. Com menos população (jovem) que a maioria dos países europeus e uma situação geográfica menos favorável a deslocações internacionais, estávamos condenados a sonhar que, um dia, uma das grandes organizações internacionais de eventos de e-sports, aborrecida de passar sempre pelos mesmos locais, visse com bons olhos organizar uma passagem do seu tour internacional em Portugal e por meio da sua economia de escala mais favorável pudesse tornar viável essa vontade nacional.


Felizmente, não é assim que reza a história dos e-sports em Portugal. Pois no mês passado os e-sports assinalaram, em Lisboa, um novo ponto de referência no mapa internacional. E mais uma vez, sinto o enorme orgulho de fazer parte da equipa (totalmente nacional) que tornou isso possível em Portugal.


Sim, em vários momentos tivemos medo de tudo o que podia correr mal. Sim, tivemos todos de aplicar um nível de empenho, esforço e dedicação enorme. Mas, acima de tudo, tivemos a vontade e a coragem de fazer acontecer um evento com um nível de eficiência e qualidade capaz de rivalizar com qualquer outro evento de e-sports de nível internacional.

PCGuia
André Gonçalves
Se não pensares nisso, alguém vai fazer-lo por ti.
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia e fique a par das últimas notícias, dicas e truques de hardware e software.
Subscrever
close-link