10 dicas para comprar online em segurança

As lojas online são o método mais seguro de evitar filas e outras chatices, agora que a época de compras de Natal está à porta, mas se não tiver alguns cuidados podem surgir problemas com as compras através Internet. Aqui estão algumas dicas para se manter seguro se optar por comprar online.
Compra-Online

Comprar online é neste momento a forma mais cómoda de fazer compras, evita deslocações, estacionamento, filas e outros contratempos. As lojas online estão cada vez mais seguras e rápidas e até as devoluções estão mais simples que antigamente.

Mas o mundo online está ainda cheio de perigos que podem transformar uma experiência que podia ser cómoda num pesadelo. Existem algumas pessoas que vendem online e depois não entregam os produtos, trocam-nos ou recolhem dados pessoais para depois vender. Já para não falar dos problemas com o roubo de dados bancários, malware e outras ameaças.

Apesar de serem problemas reais, não são razão para deixar de fazer as suas compras através da Internet. Como o seguro morreu de velho ficam aqui algumas dicas que podem ajudar a ter a confiança necessária para fazer compras através da Internet.

Use sites que conheça

Comece num site que conheça. Os resultados que obtém nos motores de busca podem estar construídos para o enganar, principalmente quando começa a percorrer a lista de resultados para além da primeira página.

Tenha também em atenção às variações nos nomes dos URL, muitas vezes há trocas acidentais de letras nos nomes das lojas para enganar as pessoas que que escrevem mal os nomes das lojas. Por exemplo trocar o nome de ‘fnac.pt’ para ‘fanc.pt’.

Procure o cadeado

Cadeado

Nunca compre nada online em sites que não tenham o pequeno cadeado junto ao URL no browser. O cadeado só é mostrado quando o site em questão tem um sistema de encriptação das comunicações entre o seu browser e o servidor, impedindo assim que alguém consiga interceptar os dados que está a enviar para loja online (neste caso). O cadeado também serve para indicar que um determinado site pertence mesmo a uma determinada entidade.

Não coloque dados a mais

Quando compra qualquer coisa online há apenas uma mão cheia de dados que tem de enviar para a loja. Para além dos dados de pagamento, os dados são: nome, morada, telefone (em certos casos), e o número de contribuinte se quiser uma factura. No caso dos sites internacionais, muitos não têm campos para os NIF porque normalmente as provas de compra também servem de factura.

Para além disto são dados que as lojas não têm mesmo de saber.

A regra é dar sempre o mínimo possível de informação.

Verifique os extractos bancários regularmente

Não espere pelo extracto bancário que o banco envia, seja por email ou pelo correio. Verifique tudo regularmente online, conta à ordem, cartões de crédito e débito. A menos que tenha confiança na pessoa que estiver a vender nunca faça transferências directas de dinheiro.

Homebanking

Se detectar alguma irregularidade telefone imediatamente para o banco para tentar resolver o problema. Normalmente as entidades bancárias têm sistemas que impedem compras com números de cartões de crédito fora dos seus padrões habituais, por exemplo bloqueiam automaticamente compras em sítios onde supostamente não está, como uma compra na China após uma compra no Continente do sítio onde vive. Mas por vezes há algumas coisas que conseguem escapar à rede, mas se reclamar logo para o banco e conseguir provar que a compra não foi feita por si, na grande maioria dos casos eles devolvem o dinheiro.

Instale um antivírus

Muitos dos ataques em que são roubados os dados de acesso a lojas, bancários são feitos directamente no computador do cliente. Por isso nada como ter um antivírus instalado e actualizado na sua máquina para minimizar este perigo. Considere investir num conjunto de aplicações que protejam tanto os ficheiros e sistema operativo, como a sua ligação à Internet. E não se esqueça de os manter actualizados para que consigam detectar o máximo de ameaças possível.

Pense nisto como um seguro que tem de pagar anualmente.

Use uma VPN

Se estiver a utilizar uma rede Wifi pública, utilize sempre uma VPN. Este tipo de programas serve para encriptar toda a comunicação que passa pela ligação evitando assim que qualquer pessoa a consiga ler se a interceptar. Existem várias soluções, desde programas até extensões para os browsers que fazem com que todas as comunicações entre o seu computador e o servidor são completamente privadas.

Evite compras em terminais públicos

Nunca faça compras em computadores públicos. Podem estar a gravar todos toques que dá nas teclas para apanhar todo o tipo de informação, desde nomes e passwords, até dados bancários. Já para não falar que qualquer um que passe num local público pode ler o que está a escrever no ecrã.

Use passwords fortes

Quanto mais complexa é a password, mais difícil será de adivinhar. Não falo do comprimento da password, mas na utilização de caracteres que não são muito utilizados em palavras como pontuação e números. Claro que uma password destas é complicada de decorar, por isso utilize um programa de gestão de passwords. Este tipo de programas gera e guarda todas as suas passwords. Assim só tem de saber uma única password, a do programa.

Não utilize o seu cartão de crédito

MB WAY

Se tiver um smartphone e um cartão multibanco pode utilizar a app MB Way (disponível para iOS e Android) para criar cartões de crédito virtuais que são válidos apenas para um único montante e uma única utilização. Assim, mesmo que consigam roubar os dados desse cartão não servirá para nada.

Reclame!

Se a coisa não correr bem, comece por reclamar directamente para o vendedor, se mesmo assim não se resolver pode sempre recorrer a entidades como a Deco, Portal da Queixa ou mesmo a ASAE.

Categorias
Dicas

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link