Canon revela EOS R em Londres

Conheça todos os pormenores da nova linha de produtos EOS.

Estamos em Londres, no invulgar Hotel Nobu em Shoreditch, onde a Canon acaba de revelar uma nova revolução na sua linha de produtos EOS, o novo sistema EOS R. Tal como muitos dos rumores que surgiram nos últimos tempos apontavam, trata-se de um conjunto composto por uma nova uma máquina digital, quatro objectivas distintas e adaptadores, que permitirão aos utilizadores continuarem a usar as suas objectivas EF e EF-S neste novo sistema.

No coração do sistema EOS R encontra-se a nova máquina fotográfica digital que partilha o mesmo nome, EOS R. Esta máquina destaca-se por ser a primeira mirrorless (sem espelho) equipada com sensor Full Frame de 35 mm. Ao remover-se o sistema de espelhos, solução utilizada em todas as máquinas reflex da família EOS, a Canon teve que criar uma nova baioneta, designada de RF, que utiliza um diâmetro de 54 mm e uma nova ligação de 12 contactos. Devido à distância de 20 mm da baioneta ao sensor, foi necessário adaptar o design das objectivas.

No coração da nova EOS R encontra-se um sensor CMOS Full-Frame com 31,7 milhões de píxeis (30,3 mp utilizáveis), que funciona em conjunto com o novo processador de imagem DIGIC 8. Este conjunto sensor-processador permite garantir à EOS R o tempo de focagem mais baixo do mercado, de apenas 0,05 segundos, e a capacidade de captar objectos em movimento, com rapidez e precisão, até 8 fps (imagens por segundo) com focagem fixa, ou 5 fps com focagem contínua.

Recorrendo ao ecrã táctil de grandes dimensões, é possível tirar-se partido de um dos sistemas mais eficazes de focagem por toque, designado de Touch and Drag AF, que permite selecionar um dos 5.655 pontos de focagem disponíveis, que correspondem a toda a área do sensor. O sistema AF é tão eficaz que consegue focar em condições de pouca luz, até -6 EV, só possível graças também à preciosa ajuda do visor eléctrónico (EVF), que tem a particularidade de usar 3,69 milhões de pontos e oferece uma cobertura de 100% da imagem captada pelo sensor.

O facto de possuir um trabalhar extremamente silencioso (não existe sistema de espelhos como nas reflex) torna-a perfeita não só para situações mais pessoais e intimistas, como casamentos, bem como para a captação de vídeo. Capaz de captar vídeo em 4K, a EOS R oferece controlo total do áudio, visor de ângulo variável, focagem manual, e a capacidade produzir vídeo em 10 bits através da ligação HDMI, o que com o Canon Log permite captar imagens com um contraste neutro, com até 12 paragens de gama dinâmica com ISO 400.

Além de todas estas características, o que Richard Walch, fotografo e embaixador Canon mais destacou foi a facilidade com que se pode personalizar os comandos da EOS R para a tornar na sua ferramenta perfeita, e única, solução que não é exclusiva da câmara, já que as objectivas RF possuem todas um anel de controlo (Control Ring) personalizável, que permite ajustar em tempo real opções como abertura, velocidade, ISO ou compensação da exposição, sem precisar de desviar o olhar do EVF.

No que toca a objectivas, a Canon disponibiliza, numa fase inicial, quatro modelos distintos. A gama começa com a nova RF 50mm f/1.2 L USM, uma objectiva standard perfeita para um desempenho óptico rapido e preciso, ideal para situações de fraca luminosidade, já que a enorme abertura permite ao sensor captar toda a luz disponível no cenário fotografado. Igualmente de distância foca fixa temos a RF 35mm f/1.8 Macro IS STM, uma objectiva macro compacta, de grande angular e grande abertura, para captar objectos com detalhes macro, mesmo em condições escuras.

Para utilizações mais versáteis, existem as novas RF 24-105mm f/4 L IS USM, uma objectiva de zoom para utilização geral, e a RF 28-70mm f/2 L USM, a primeira objectiva de zoom standard com grande abertura para sensores Full-FRame. Ambas tiram partido da última geração do sistema Nano USM (UltraSonic Motors) para uma focagem rápida, suave e silenciosa, fundamental para o vídeo. Para quem pretenda dar uso às suas objectivas EF e EF-S, a Canon lançou vários adaptadores de baioneta, um modelo simples, outro com anel de controlo e adaptadores com mecanismo drop-in de filtros.

Igualmente presente está o Battery Grip BG-E22, criado específicamente para a EOS R, que pesa apenas 300 gramas, mas adiciona duas baterias LP-E6N de iões de lítio de alta capacidade, e a possibilidade de carregamento externo da bateria através de um adaptador USB, como um PowerBank.

A Canon EOS R já pode ser encomendada nas lojas especializadas, por €2.649 (só o corpo), estando prevista a disponibilidade das primeiras unidades para o mês de Outubro. Ao longo do dia iremos utilizar a nova EOS R pela cidade de Londres, onde posteriormente lhe daremos a conhecer as primeiras impressões sobre este novo sistema da Canon.

Categorias
MultimediaNotícias

Editor da revista PCGuia, com mais de 10 anos no mercado de publicações tecnológicas. Grande adepto de tudo o que seja tecnológico, ficção científica e quatro rodas.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link